A GNR identificou na noite de 25 para 26 de Abril seis brasileiras, num bar da freguesia de Seixo da Beira, por permanência ilegal no país. 

GNR fiscalizou bar de Seixo da Beira e identificou seis brasileiras ilegais

Das seis apenas uma foi detida com a obrigatoriedade de regularizar a sua situação junto do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e as restantes cinco foram notificadas para regressarem ao seu país no prazo de 20 dias. Ao diário online do Correio da Beira Serra, o sargento-mor Martins da GNR da Lousã referiu que a acção do passado sábado foi protagonizada por elementos do destacamento no âmbito da operação nacional “Abril Seguro” e que envolveu também operações stop, fiscalização de viaturas e de condutores e controlo junto de bares e discotecas.

Lucénio Martins justifica o êxito da acção com o facto de o concelho de Oliveira do Hospital, a par da Lousã e Montemor-o-Velho, registar maiores movimentos populacionais no período nocturno e manter em funcionamento alguns bares e discotecas. Referiu, contudo, que se tratou de “uma mera acção de rotina” que envolveu a Brigada Territorial Nº5 em simultâneo. Não foi a primeira vez que a GNR deteve estrangeiras ilegais no concelho de Oliveira do Hospital. O Sargento-mor Martins lembra que há um ano atrás também foram identificadas outras raparigas em situação semelhante, embora noutro espaço que “já nem tem o mesmo nome”. Frisou que de um modo geral, “a maioria das estrangeiras localizadas nas Beiras se encontram em condição ilegal”. “Quase sempre se encontram”, acrescentou, responsabilizando o alargamento da União Europeia por esta realidade.

LEIA TAMBÉM

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …

LMAN promove “peregrinação” ao Santuário de Nossa senhora das Preces em Vale de Maceira

A Liga de Melhoramentos Desporto e Cultura de Aldeia de Nogueira (LMAN) vai realizar no …