GNR procura evitar burlas junto da população idosa com a entrada em circulação da nova nota de 20 euros

A Guarda Nacional Republicana vai levar a cabo uma acção no sentido de alertar a população idoso para os cuidados a ter com a entrada em circulação da nova nota de 20 euros, a 25 de Novembro deste ano. A operação insere-se na “Operação Censos Sénior 2015”, que tem por objectivos actualizar o registo dos idosos que vivem sozinhos ou isolados, identificar  novas situações e informar as entidades competentes das situações de potencial perigo.

A GNR vai transmitir à população idosa informação que lhes permita evitar as burlas associadas à entrada em circulação de novas notas. Aquela força irá explicar aos mais velhos que a nova nota de 20 euros será colocada em circulação pelo Banco de Portugal, através dos balcões das instituições bancárias e das máquinas de distribuição de notas. E que, mesmo com a entrada em circulação da nova nota, as notas de 20 euros da primeira série vão permanecer em circulação e poderão continuar a ser utilizadas, sem restrições. E mais importante fazer saber a este segmento da população que ninguém está mandatado para recolher notas em nome do Banco de Portugal ou de qualquer instituição bancária.

Os agentes da GNR vão ainda divulgar, durante a “Operação Censos Sénior 2015”, um programa “Residência Segura”, com o intuito de motivar a população idosa ao preenchimento de uma “ficha de residência”, que permita recolher os elementos necessários para elaboração do mapa da região, com a localização georreferenciada de todas as residências aderentes ao projecto, permitindo assim direccionar de forma mais eficaz os meios humanos e materiais da GNR e aumentar o sentimento de segurança da população aderente ao programa. O objectivo é sensibilizar a população idosa para adoptar comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes.

LEIA TAMBÉM

Tragédia dos incêndios em Oliveira do Hospital: cinco mortes, destruição, luto e escolas encerradas

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital decretou hoje três dias de luto municipal em …

Chamas destruíram pavilhão de fábrica têxtil em Seia

O incêndio que lavra no concelho de Seia destruiu um pavilhão de uma fábrica têxtil …