Município de Tondela lança projecto pioneiro para protecção das florestas

GNR reforça patrulhamento e vigilância nas florestas até 31 de Outubro

A Guarda Nacional Republicana anunciou hoje que vai realizar até final de Outubro a operação ‘Floresta Segura 2016’, com acções de patrulhamento e vigilância para prevenir e detectar a eclosão de fogos florestais.A operação, que vai decorrer em todo o país até 31 de Outubro, tem também como finalidade reprimir as actividades ilícitas contra o património florestal, refere a GNR.

A operação Floresta Segura 2016 consiste em acções de patrulhamento, vigilância das zonas florestais, de detecção e primeira intervenção nos incêndios florestais, na validação e medição das áreas ardidas nos incêndios florestais e na investigação das suas causas.

A corporação avança que a primeira fase da operação irá decorrer até 30 de Junho, com 72 postos de vigia em funcionamento, com dois guardas vigilantes cada. A segunda fase ira decorrer a partir de 01 de Julho, já com 230 postos de vigia, com quatro vigilantes em cada um.

As acções da primeira intervenção em fogos florestais vão estar empenhados 591 militares do grupo de intervenção de protecção e socorro (GIPS), sendo também envolvidos 948 militares e civis do serviço de protecção da natureza e ambiente (SEPNA), a quem compete, além da vigilância e patrulhamento das áreas florestais, validar e medir as áreas ardidas e investigar as causas dos incêndios.

LEIA TAMBÉM

GNR de Coimbra aposta no combate à sinistralidade com tolerância zero na velocidade

GNR intensifica controlo de velocidade durante o fim-de-semana

A Guarda Nacional Republicana (GNR) intensifica, este fim-de-semana, em todo o território nacional, as acções …

Feira de São Mateus em Viseu: secular e auto-sustentável financeiramente

Feira de S. Mateus prepara-se para a 625 edição e os responsáveis garantem que “será sem dúvida o melhor palco desde que temos memória”

A VISEU MARCA anunciou ontem o cartaz principal de palco da edição 625 da Feira …

  • É assim mesmo.

    É reforço a isto, e a muito mais.
    Bem treinados, todos nós nunca mais deveríamos ser obsequiados, por zelo – e olho – apuradíssimo, com multas de tipo ” sem que fissesse uso do cinto de cegurança”…
    Bem…
    Mas a autoridade, é autoridade…e passar uma multa de 120.00 euros, para quem pode ganhar 1000, por mês, é um feito.
    E bem feito.
    Vou contabilizar os incêndios, os assaltos, etc, etc, aqui no concelho, a partir de 1 de junho…