Fiscalização da GNR sobre automobilistas levou a sete detenções

GNR vai reforçar amanhã e domingo fiscalização sobre a condução sob efeito de álcool e droga

A GNR anunciou hoje que vai voltar a intensificar, amanhã e domingo, em todo o país, a fiscalização da condução sob influência de álcool e de substâncias psicotrópicas, bem como o combate à criminalidade.

A operação, denominada ‘Baco’, vão contar com 881 militares da Unidade Nacional de Trânsito, dos Comandos Territoriais e da Unidade de Intervenção, que vão realizar 322 acções de fiscalização, adianta a Guarda Nacional Republicana, em comunicado.

AS acções de fiscalização vão estar direccionadas para as vias onde as infracções por excesso de álcool são mais frequentes e dão origem a um risco acrescido de acidentes de viação, sobretudo para as estradas nacionais, regionais e municipais de acesso a estabelecimentos de diversão nocturna, e nos casos em que existam dados ou indícios da prática de ilícitos de natureza criminal.

A GNR fiscalizou este ano 475.384 condutores, dos quais 10.554 conduziam com excesso de álcool, tendo 4.270 sido detidos por conduzirem com taxa crime (igual ou superior a 1,20 gramas/litro). Aquela força de segurança sublinha, ainda, que continua a ser uma prioridade “a redução dos índices de sinistralidade rodoviária”, estando, por isso, planeadas, para este ano, diversas operações nacionais dirigidas para a condução sob o efeito do álcool, excesso de velocidade e não utilização dos cintos de segurança.

LEIA TAMBÉM

IP3 cortado na zona de Penacova devido a avaria de pesado

A avaria de um pesado, pelas 14 horas, provocou o corte do trânsito no IP3, …

Denuncia do grupo do empresário Fernando Tavares Pereira coloca IMT sob investigação do DIAP

Duas empresas do grupo Tavfer, do empresário Fernando Tavares Pereira, a CIMA – Centro de …