Governo aumenta para 85 por cento o apoio às empresas afectadas pelos incêndios de Outubro

O Governo aumentou de 70 por cento para 85 por cento o apoio à recuperação das empresas afectadas pelos incêndios de 15 e 16 de Outubro, cedendo a uma das reivindicações da Associação de Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP), com sede em Oliveira do Hospital, e liderada pelo empresário Luís Lagos.

“Esta reposição de igualdade é uma grande vitória da AVMISP. Muito grande mesmo. E eu tenho um orgulho enorme em ter liderado isso. É de facto a primeira grande medida de apoio ao interior”, escreve o responsável máximo daquela associação na sua página do facebook. “Como sabem esta fui uma das grandes lutas da AVMISP. Era mesmo a nossa grande bandeira reivindicativa em relação aos apoios”, sublinha.

Luís Lagos frisa ainda que foi com grande satisfação que recebeu pela manhã a comunicação da Chefe de Gabinete do Primeiro Ministro a dar-lhe conta que tinha sido deliberado em Conselho de Ministros o aumento daquela taxa de apoio, que deixa as empresas afectadas pelos incêndios de Outubro em pé de igualdade com as que foram atingidas em Junho, em Pedrógão.

O líder da AVMISP agradece ainda a sensibilidade para esta questão e vontade em a resolver demonstrada por parte da chefe de gabinete do Primeiro-ministro toda, bem como à . E agradeço, também, à presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, “pelo empenho e cumplicidade na busca de soluções”. “Conseguimos!!!!!”, remata Luís Lagos.

LEIA TAMBÉM

Presidente da Câmara de Oliveira do Hospital garante verba ainda desconhecida para reconstrução das segundas habitações depois de questionado pelo vereador do PSD

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, disse hoje que …

CDS oliveirense ausente da cerimónia de comemoração do feriado municipal como protesto pela condecoração a Ana Abrunhosa

O CDS oliveirense vai estar ausente da cerimónia de comemoração do feriado municipal que vai …