médicos

Governo tenta médicos espanhóis para colmatar falhas no Interior

O Ministério da Saúde está a procurar solução para a falta de clínicos em Portugal, um país que tem mais de um milhão de portugueses está sem médico de família. A contratação de médicos espanhóis pode ser uma possibilidade no concurso que está aberto até segunda-feira e que contempla 115 vagas. O objectivo, avança o Diário de Notícias, é atrair médicos espanhóis para combater as falhas dos cuidados primários, principalmente no interior do país.

O Diário de Notícias explica que a Administração Central do Sistema de Saúde pretende que os técnicos espanhóis ocupem estas vagas mas “tendo a possibilidade de conciliar esta actividade com outras tarefas que possam ter em Espanha”. Xóan Goméz, presidente da Associação de Profissionais de Saúde Espanhóis em Portugal, crê que a conciliação de funções não é fácil já que “alguém que exerça funções num centro de saúde fica sem horário para ir para Espanha”.

A remuneração bruta é de 2746 euros, um dos factores essenciais para se tratar de “um destino pouco atractivo para os médicos espanhóis, porque as condições laborais oferecidas não são boas”, frisa José Villarig, presidente do Colégio de Médicos de Leão.

O Governo já tentou outras soluções como o retorno de clínicos reformados e o recurso a médicos cubanos, mas estas tentativas não foram suficientes para colmatar a falta de médicos no território nacional.

LEIA TAMBÉM

O verdadeiro papel do cuidador não é fácil. Autora: Ana Margarida Cavaleiro

A doença de Alzheimer é cada vez mais uma realidade na nossa sociedade. Esta condição, …

Feridos nos fogos que afectaram Oliveira do Hospital estão isentos de taxas moderadoras e têm medicamentos gratuitos

As vítimas dos incêndios de Junho e de Outubro do ano passado, que afectaram, entre …