Greve de enfermeiros até sexta-feira

Teve início às 08h00 a greve, através da qual os enfermeiros contestam a última proposta salarial do Ministério da Saúde que “é inferior à apresentada anteriormente”.

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses está convicto de “uma fortíssima adesão” à greve, devido à “indignação e revolta dos enfermeiros” perante a proposta de ingresso na carreira.

Para além da adesão à greve, José Carlos Martins, secretário-geral do Sindicato, acredita numa “forte participação” dos enfermeiros nas várias concentrações e iniciativas que irão decorrer, amanhã, em vários locais do país e, numa “maciça participação na manifestação nacional na sexta-feira”.

Estes profissionais de saúde confessam-se “humilhados” perante a proposta de ingresso na carreira a receber 995 euros, “abaixo dos actuais já injustos 1020 euros e muito longe dos 1200 euros de qualquer outro licenciado na Administração Pública”.

Os enfermeiros estão também contra as cotas que limitam o acesso de apenas 10 por cento ao topo da carreira.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino garante que existem três médicos dispostos a vir trabalhar para Oliveira do Hospital desde que sejam contratados pela tutela

Deputado do PS Santinho Pacheco defende encaminhamento de doentes renais de Seia e Gouveia para Viseu

O deputado socialista Santinho Pacheco, eleito pelo circulo eleitoral da Guarda, anunciou hoje que questionou …

A Asma em números. Autor: João A Fonseca

A asma é uma doença respiratória muito frequente com impacto importante na qualidade de vida …