Gripe A: Vacina ainda não chegou à farmácia do Centro de Saúde de Oliveira do Hospital

Começaram, ontem, a ser distribuídas pelas farmácias das administrações regionais de saúde, e daí partiram para os centros de saúde, mas até ao momento não chegou uma única dose da vacina contra a Gripe A ao Centro de Saúde de Oliveira do Hospital.

As oito mil vacinas disponibilizadas para a região Centro foram distribuídas pelos 16 Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES), que ficam responsáveis pela gestão da distribuição das doses pelos correspondentes centros de saúde, num total de 74.

A inexistência de vacinas no Centro de Saúde de Oliveira do Hospital foi confirmada ao correiodabeiraserra.com pela própria delegada de Saúde Pública, que adiantou que os profissionais daquela unidade de saúde não são abrangidos, numa primeira fase, pela vacinação.

“Os nossos profissionais não são insubstituíveis”, referiu Guiomar Sarmento, explicando que as primeiras vacinas são destinadas aos profissionais de saúde que “ pelo seu número, pela especialização e especificidade das suas funções, sejam dificilmente substituíveis ou prestem cuidados de alto risco”.

Pese embora a inexistência da vacina na farmácia do Centro de Saúde, a indicação é de que em caso de necessidade – se forem sinalizadas grávidas em risco, por exemplo – a vacina é disponibilizada pelo respectivo ACES.

Com 54 mil doses disponíveis em todo o país, a administração da vacina – que não é obrigatória – destina-se a um grupo restrito de pessoas. Para além das grávidas em risco, e dos já referidos profissionais de saúde, destacam-se também os profissionais do INEM e ambulâncias do Sistema Integrado de Urgência Médica, do Instituto Português do Sangue e da Linha de Saúde 24.

Na primeira fase de vacinação são também considerados profissionais de outros sectores, dificilmente substituíveis e que assegurem serviços imprescindíveis para a sociedade em geral. Sublinham-se também os titulares de órgão de soberania entendidos como de primeira linha, e dos quais farão parte, entre outros, elementos do governo e câmaras municipais.

Saiba aqui mais informações sobre a Gripe A e o plano de vacinação.

LEIA TAMBÉM

Alexandrino acusa alguns médicos de “boicote” ao SAP “numa tentativa de ele fechar” e coloca em causa qualificação de um clínico

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital teceu hoje duras críticas a “alguns …

Saúde em Oliveira do Hospital continua envolta em crise, utentes queixam-se e presidente da Câmara reconhece que solução não está nas mãos da autarquia

Uma utente não conseguia disfarçar a sua indignação por não ter, mais uma vez, conseguido a …