HBC: Bloco de Esquerda questiona governo sobre posição assumida pela Segurança Social em Assembleia de Credores

 

A inviabilização por parte da Segurança Social da proposta do investidor, que pretendia adquirir a HBC por 50 mil Euros e assegurar 100 postos de trabalho ,não caiu bem junto do Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda que, já decidiu questionar o ministério do Trabalho e da Segurança Social, sobre se o Governo tem conhecimento da posição defendida pela representante da Segurança Social em Assembleia de Credores, de 25 de Maio.

“Neste momento de crise, é importante ajudar a viabilizar a empresa e a defender todos os postos de trabalho e não engrossar o exército de desempregados”, adianta o Bloco de Esquerda em comunicado enviado ao correiodabeiraserra.com, no qual se posiciona contra a postura da representante da Segurança Social, que acabou por ver aprovada a proposta de liquidação da empresa por 324 mil Euros, com a garantia de que o futuro adquirente deve assegurar a totalidade dos postos de trabalho.

Para o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda, a proposta aprovada por todos os credores “não é viável”, porque – como explica – “se até aqui não apareceu nenhuma proposta ao longo do ano, esta situação só vem retardar o processo e fazer sofrer ainda mais os trabalhadores”.

O Bloco de Esquerda questiona ainda o ministério de Helena André sobre as medidas e orientações que propõe assumir, em conjunto com o ministério das Finanças, para ajudar à viabilização da HBC e de todos os postos de trabalho.

LEIA TAMBÉM

Primeiro-ministro vê nas biorefinarias uma “oportunidade” para aproveitar a floresta e elogia trabalho desenvolvido na BLC3

O primeiro-ministro destacou ontem na inauguração do Campus de Tecnologia e Inovação BLC3, em Oliveira do …

António Costa remete construção do IC6 para “quando haja condições financeiras”

O primeiro-ministro não se compromete com uma data para a construção do IC6 entre Tábua …