Marido detido por suspeita de ter assassinado mulher em Seia e simulado acidente de viação

Homem suspeito de ter morto a mulher e simulado acidente em Seia foi formalmente acusado de homicídio

O homem suspeito de ter provocado a morte da mulher em Novembro do ano passado e simulado um acidente, em Seia, foi formalmente acusado de homicídio qualificado e sabotagem informática. O Ministério Público diz que os crimes foram premeditados e que o arguido agiu por razões passionais.

A SIC avança que Rui Andrade, de 39 anos, conseguiu aceder ao histórico de chamadas e mensagens do telemóvel da mulher através de spyware e terá descoberto que esta mantinha um relacionamento extraconjugal. Confrontada com os factos, Ana Rita confirmou o caso e pediu o divórcio.

Na sequência de uma discussão no carro, o economista terá agredido a mulher, deixando-a inconsciente. Em seguida, terá empurrado o carro de uma ravina abaixo, mas este não capotou, nem se incendiou. Parou praticamente intacto a 70 metros da estrada.

O relatório da autopsia, consultado pela SIC, terá aí estrangulado a mulher e voltado a bater-lhe. Foi o próprio que chamou o INEM, dizendo que Ana Rita tinha tentado suicidar-se, alegações que, na presença de sinais claros de agressão e falta de danos no carro, não convenceram as autoridades. Rui Andrade está preso preventivamente há mais de sete meses e nunca confessou o crime.

Fonte: noticiasaominuto.com

LEIA TAMBÉM

Um morto em Viseu devido a acidente

Um homem de 35 anos morreu ontem à noite na sequência de um acidente na …

MAAVIM acusa Ministro da Agricultura de ignorância

O Movimento Associativo Apoio Vítimas Incêndio Midões (MAAVIM) acusou hoje em comunicado o Ministro da …