horário de verão

Hora de verão chega e relógios adiantam-se 60 minutos

Portugal muda esta madrugada de domingo a hora legal para o regime de verão. Os relógios adiantam-se 60 minutos. À 1h00, no Continente e na Madeira, e meia-noite, nos Açores os ponteiros avançam 60 minutos. O novo horário prologa-se até Outubro.

Com a alteração, Portugal passa a ter uma hora acima do Tempo Universal Coordenado (UTC+1), regulado a partir do meridiano de Greenwich, à semelhança do Reino Unido e da Irlanda. A hora manter-se-á assim até ao próximo dia 25 de Outubro, altura em que os relógios se atrasam uma hora, de modo a entrar no horário de inverno.

Os restantes países da União Europeia regem-se pela hora centro europeia, tendo, na sua maioria, uma hora a mais que o Tempo Universal Coordenado (UTC+1), no inverno, passando a estar duas horas acima (UTC+2), no verão, ao adiantarem os relógios em 60 minutos, na próxima madrugada.

Os outros países da Europa que não fazem parte dos “28” escolheram seguir as mesmas normas, com excepção da Arménia, Bielorrússia, Geórgia, Rússia e Islândia, que não adiantam os relógios. A Ucrânia efectua a mudança de hora às 03h00, com excepção de Luhansk e Donetsk. As duas cidades separatistas resolveram não mudar a hora, ficando com o mesmo horário da Rússia.

O Governo português, em 1992, adoptou o horário da Europa Central (CET). A opção foi muito criticada, porque, no Inverno, a noite prolongava-se pelas horas da manhã e, no verão, o dia estendia-se até depois das 22h00. Em 1996, o país retomou o horário de referência do Tempo Universal Coordenado (UTC), à semelhança do Reino Unido e da Irlanda. A mudança de hora é definida por legislação nacional e comunitária. Em Portugal é regulada pelo Observatório Astronómico de Lisboa.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …