ICs 6, 7 e 37? Só um e quando os autarcas se entenderem

O secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações avisou em Seia que “o Estado não tem dinheiro para pagar três ICs”. Sérgio Silva Monteiro apelou a que os autarcas se entendam e escolham o IC que consideram prioritário.

Aproveitando para anunciar uma “requalificação a sério” da EN17 para 2016, o secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações deitou por terra as expectativas dos autarcas da região no que respeita à construção dos Itinerários Complementares 6, 7 e 37.

De acordo com a edição online do jornal Porta da Estrela, o governante que se deslocou a Seia para apresentação do candidato Albano Figueiredo à Câmara Municipal avisou que o “Estado não tem dinheiro para pagar três ICs que custam no mínimo 400 milhões de euros e o máximo de 750 milhões, dependendo da dimensão do túnel e da profundidade da obra”.

“Eu quero dizer que quem quer que vos prometa que vai fazer os três IC’s que está a mentir”, referiu Sérgio Silva Monteiro que, apesar de considerar “legítimo” o anseio da região na construção de uma acessibilidade que facilite o acesso a vias como a A23 e A25, disse que a solução passa pelo entendimento dos vários autarcas da região na escolha do IC que entendam prioritário. “O Estado não tem, infelizmente, 400 milhões de euros para investir em três estradas mas tem dinheiro para uma estrada, assim os municípios desta região sejam capazes de se organizar», salientou o responsável que na ocasião apelou ao futuro presidente da Câmara de Seia, para que seja “um dinamizador deste consenso” de maneira a que a região “aceite qual o itinerário complementar que é estratégico para todos os municípios”, prometendo incluir essa estrada no próximo Quadro Comunitário de Apoio.

“Assim que esse consenso seja possível, esse itinerário complementar será financiado por fundos comunitários, haverá dinheiro no Orçamento de Estado e nós seremos capazes de o executar no próximo quadro comunitário de apoio” que começa já em 2014, prometeu.

LEIA TAMBÉM

João Dinis acusa CM de Oliveira do Hospital de “negligência continuada” em estrada municipal

O membro da Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca …

Dois detidos em flagrante em Tábua por cultivo de cannabis

O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da Lousã deteve, ontem, dois homens com …

  • antonio martins

    Não 3 ICs, mas pelo menos um, o IC6, já podia estar feito e, só o não está por inercia ou mesmo pequenez de alguns dos nossos autarcas. Em dada altura, no final de uma reunião de determinado partido, reunião essa para dar parecer acerca do impacto ambiental do IC6,um dos senhores que estava na mesa, disse-nos sem vacilações que o IC 6 deveria passar a norte de Travanca de lagos ou a sul da catraia de são paio, porque a proximidade das vias rápidas provocava a desertificação dos meios urbanos!!!!!!! Com estas mentes, não vamos a ludo algum.

  • Erasmo de Roterdão

    “Eleições à porta, seja Deus Louvado”..! O problema não é o entendimento entre autarcas.Há muito estão de acordo e a lutar em conjunto.O problema é o dinheiro ou a vontade política.Ainda há dias, para a colocação de um médico no centro de saúde a resposta foi: “Para Oliveira não vai nada”..! Há quem conviva mal com a vontade do Povo quando a vontade do Povo não é a deles..! O que vale é que têm um futuro curto. Não sei se ainda há quem queira pertencer a este governo.Ao ritmo que caem, já deve haver poucos para cair apesar de serem mais 50% do que o que prometeram..! Tanta competência acabaram com mais ministros que o Governo anterior.Só dá pantomineiros e aprendizes de feiticeiro.Sabem lá eles o que é governar..! Se for fazer mais valias no BPN, aí, são especialistas..! Cambada..!

    • Guerra Junqueiro

      Belarmino;

      O governo anterior não teve ministros, teve ladrões.
      É uma diferença muito grande.
      Estás a comparar o pior governo pós 25 de Abril com o melhor.
      Os registos não mentem

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro

      • Leandro Santos

        Mas houve algum governo de jeito e sem ser de ladrões pós 25 de Abril? É que nem da direita, nem da esquerda! Tudo excremento!

  • Erasmo de Roterdão

    “Guerra”: Ao menos podias dizer: em minha opinião..O Marinho Pinto disse, ontem, publicamente, que havia um PSD ladrão de bancos..! Tu sabes bem que simpatizo pouco com o desempenho de todos os Governos , depois de Vasco Gonçalves.Não percebo porque me dizes essas coisas.Que falta faz ao Porta conhecer Egas Moniz. Talvez soubesse dar valor à palavra e aprendesse o que quer dizer “irrevogável”.Vê se elevas o discurso e me falas de gente que valha a pena.Este governo , até para anedota já não serve…É mau de mais para se levar a rir…

    • Guerra Junqueiro

      Belarmino;

      Sabes rapaz, é um governo de resistentes, e em especial o Portas.
      Atiram-os ao mar, mas eles vão-se aguentando, nadam, vêm ao cimo, respiram, voltam abaixo mas vêm sempre à superfície, levam com as ondas mas aguentam-se. Resistentes. É o que precisamos, resistentes. E aí o Coelho têm-se mostrado um campeão. Vais ter de levar com ele por muito tempo.
      Quanto ao Marino Pinto que tanto fala, lá diz qualquer coisa acertada de vez em quando, como no caso da adopção pelos casais gay.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro