Identificados quatro suspeitos de incêndio após queimadas em Viseu

A GNR anunciou hoje que identificou quatro pessoas em Lordosa, no concelho de Viseu, na sequência de incêndios florestais que terão sido originados pelo descontrolo das chamas resultantes da realização da queima de sobrantes. “A GNR verificou que as ocorrências terão resultado do descontrolo das chamas resultantes da realização da queima de sobrantes”, explica.

Em comunicado, a GNR refere que, entre 5 e 11 de Fevereiro, identificou cinco homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 40 e os 69 anos, pela prática do crime de incêndio florestal. Segundo a GNR, no mesmo período, na freguesia da Bodiosa, “foram identificados dois homens por se encontrarem a efectora queimadas para renovação da pastagem, sem possuírem a necessária licença”.

“A realização de queimadas só é permitida fora do período crítico e desde que o índice de risco temporal de incêndio seja inferior ao nível elevado”, explica. A GNR esclarece ainda que é “obrigatório o licenciamento na respectiva câmara municipal ou pela junta de freguesia, se a esta for concedida delegação de competências, na presença de técnico credenciado em fogo controlado ou, na sua ausência, de equipa de bombeiros ou de equipa de sapadores florestais.

LEIA TAMBÉM

Câmara de Seia investe 750 mil euros na educação

A Câmara Municipal de Seia vai realizar um investimento de 750 mil euros durante este …

“A recuperação que se exige, após os incêndios, já é um escândalo nacional e tentam passar por culpados os lesados”

A Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra (ADACO), e a CNA, Confederação Nacional da Agricultura, …