facebook

Imagens terríveis sobre bebé levantam onda de criticas ao facebook no Reino Unido

Uma organização de solidariedade social britânica dedicada à protecção dos menores criticou ontem o Facebook por permitir a postagem de um vídeo “terrível e inquietante” no qual é possível ver um bebé soluçando enquanto é afundado várias vezes em um balde com água. A organização, conhecida com as iniciais NSPCC, exigiu ao Facebook que preste contas por estas imagens, que qualificou de “perturbadoras” e cuja origem é desconhecida.

No vídeo, de quase dois minutos e que muitos meios de comunicação britânicos se negaram a mostrar, aparece uma menina que é segura pelos pés enquanto é afundada reiteradamente num balde com água.

A NSPCC, que pediu a intervenção do governo britânico, disse que é possível ver que a criança está “aterrorizada e soluçando” e que por momentos deixa de chorar quando a pessoa que a sustenta a muda de posição.

A responsável de segurança infantil na rede do NSPCC, Claire Lilley, disse ontem que a bebé é segura de uma forma que pode provocar “graves danos” às extremidades e criticou alguns comentários nos meios de que se trata de “ioga para bebés”. “O que para uma pessoa é ioga para bebés para outra é abuso infantil”, acrescentou Lilley, considerando estas imagens como um exemplo “do conteúdo que pode estar disponível”.

Por causa deste caso, a organização beneficente pediu ao ministro britânico de Cultura, Ed Vaizey, que avalie “todas as opções” possíveis para assegurar que a população do Reino Unido não veja este conteúdo “terrível e inquietante”.

O Facebook admitiu que o vídeo é “inquietante”, mas que seus utilizadores poderiam continuar a aceder às imagens. O director do Facebook no Reino Unido, Simon Milner, disse à “BBC” que entraram em contacto com as autoridades para tentar localizar o bebé.

No vídeo, de má qualidade, não é possível ver o rosto da pessoa que sustenta a menina, mas fala em idioma asiático e o tom da voz sugere que é alguém que parece brincar com a recém-nascida.

 

LEIA TAMBÉM

Dois detidos em flagrante em Tábua por cultivo de cannabis

O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da Lousã deteve, ontem, dois homens com …

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Apenas um elemento do grupo suspeito de vários crimes na zona Centro ficou em prisão

Dos cinco jovens, com idade entre os 22 e os 28 anos detidos pela PJ …