facebook

Imagens terríveis sobre bebé levantam onda de criticas ao facebook no Reino Unido

Uma organização de solidariedade social britânica dedicada à protecção dos menores criticou ontem o Facebook por permitir a postagem de um vídeo “terrível e inquietante” no qual é possível ver um bebé soluçando enquanto é afundado várias vezes em um balde com água. A organização, conhecida com as iniciais NSPCC, exigiu ao Facebook que preste contas por estas imagens, que qualificou de “perturbadoras” e cuja origem é desconhecida.

No vídeo, de quase dois minutos e que muitos meios de comunicação britânicos se negaram a mostrar, aparece uma menina que é segura pelos pés enquanto é afundada reiteradamente num balde com água.

A NSPCC, que pediu a intervenção do governo britânico, disse que é possível ver que a criança está “aterrorizada e soluçando” e que por momentos deixa de chorar quando a pessoa que a sustenta a muda de posição.

A responsável de segurança infantil na rede do NSPCC, Claire Lilley, disse ontem que a bebé é segura de uma forma que pode provocar “graves danos” às extremidades e criticou alguns comentários nos meios de que se trata de “ioga para bebés”. “O que para uma pessoa é ioga para bebés para outra é abuso infantil”, acrescentou Lilley, considerando estas imagens como um exemplo “do conteúdo que pode estar disponível”.

Por causa deste caso, a organização beneficente pediu ao ministro britânico de Cultura, Ed Vaizey, que avalie “todas as opções” possíveis para assegurar que a população do Reino Unido não veja este conteúdo “terrível e inquietante”.

O Facebook admitiu que o vídeo é “inquietante”, mas que seus utilizadores poderiam continuar a aceder às imagens. O director do Facebook no Reino Unido, Simon Milner, disse à “BBC” que entraram em contacto com as autoridades para tentar localizar o bebé.

No vídeo, de má qualidade, não é possível ver o rosto da pessoa que sustenta a menina, mas fala em idioma asiático e o tom da voz sugere que é alguém que parece brincar com a recém-nascida.

 

LEIA TAMBÉM

Um morto em Viseu devido a acidente

Um homem de 35 anos morreu ontem à noite na sequência de um acidente na …

MAAVIM acusa Ministro da Agricultura de ignorância

O Movimento Associativo Apoio Vítimas Incêndio Midões (MAAVIM) acusou hoje em comunicado o Ministro da …