IMTT encerrou Centro de inspecções automóveis de Seia do Grupo CIMA, empresa fala de decisão desproporcionada

O IMTT encerrou na segunda-feira o centro de inspecção da Cima (do Grupo TAVFER de Fernando Tavares Pereira) em Seia. Aquele organismo refere que não foi cumprido o prazo para efeitos de aprovação dos referidos centros de inspecção e que as Providências Cautelares interpostas junto do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, foram indeferidas e aos respectivos recursos judiciais atribuídos efeitos meramente devolutivos.

A Cima reagiu de imediato e considerou a que a decisão do IMTT de suspender o normal funcionamento do centro de inspecção, assentou numa decisão de Primeira Instância, que não transitou em julgado por ter sido objecto de recurso em devido tempo, aguardando que a decisão da Instância Superior reponha o normal funcionamento do centro. “Esta decisão do IMTT é desproporcionada e atenta contra os legítimos interesses dos trabalhadores, dos clientes e da região”, sublinha o grupo em comunicado.

“A Cima informa”, refere ainda, “que o centro de inspecção de Seia aguarda decisão judicial para reabrir ao publico e assim continuar a servir os seus milhares de clientes que ao longo dos anos nos escolhem para realizar as suas inspecções de forma profissional, zelando sempre pela segurança de condutores e veículos”, frisam.

LEIA TAMBÉM

Alexandrino acusa alguns médicos de “boicote” ao SAP “numa tentativa de ele fechar” e coloca em causa qualificação de um clínico

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital teceu hoje duras críticas a “alguns …

Saúde em Oliveira do Hospital continua envolta em crise, utentes queixam-se e presidente da Câmara reconhece que solução não está nas mãos da autarquia

Uma utente não conseguia disfarçar a sua indignação por não ter, mais uma vez, conseguido a …