IMTT encerrou Centro de inspecções automóveis de Seia do Grupo CIMA, empresa fala de decisão desproporcionada

O IMTT encerrou na segunda-feira o centro de inspecção da Cima (do Grupo TAVFER de Fernando Tavares Pereira) em Seia. Aquele organismo refere que não foi cumprido o prazo para efeitos de aprovação dos referidos centros de inspecção e que as Providências Cautelares interpostas junto do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, foram indeferidas e aos respectivos recursos judiciais atribuídos efeitos meramente devolutivos.

A Cima reagiu de imediato e considerou a que a decisão do IMTT de suspender o normal funcionamento do centro de inspecção, assentou numa decisão de Primeira Instância, que não transitou em julgado por ter sido objecto de recurso em devido tempo, aguardando que a decisão da Instância Superior reponha o normal funcionamento do centro. “Esta decisão do IMTT é desproporcionada e atenta contra os legítimos interesses dos trabalhadores, dos clientes e da região”, sublinha o grupo em comunicado.

“A Cima informa”, refere ainda, “que o centro de inspecção de Seia aguarda decisão judicial para reabrir ao publico e assim continuar a servir os seus milhares de clientes que ao longo dos anos nos escolhem para realizar as suas inspecções de forma profissional, zelando sempre pela segurança de condutores e veículos”, frisam.

LEIA TAMBÉM

João Brito atónito com “campanha eleitoral a favor do PS” por parte da Câmara ao aprovar hoje mais 10 subsídios a instituições

O vereador do PSD João Brito está atónito com aquilo que classifica de falta de …

Atropelamento mortal em Candosa, concelho de Tábua

Mulher morreu hoje em Oliveira do Hospital vítima de atropelamento na EN17 junto ao Lidl

Uma mulher, com 60 anos, morreu ao final da manhã de hoje na sequência de …