GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Incendiário apanhado pelo povo em Penacova alegou que estava bêbado, PJ investiga se não haveria interesses económicos

O homem de 48 anos que foi apanhado na segunda-feira por populares, na zona de Penacova, depois de atear seis incêndios desde sábado passado até segunda-feira, alegou que estava bêbado conta o Diário de Notícias. A Polícia Judiciária está agora a tentar apurar se foi esse o motivo ou se as acções do madeireiro, que foi apanhado em flagrante delito, ateava fogos porque estava bêbado, como alegou, ou se por razões económicas, uma vez que a madeira queimada para derreter na celulose é mais barata.

A PJ de Coimbra sublinha, à mesma publicação, que há, pelo menos, “fortes indícios de que tenha sido responsável por seis incêndios na zona de Penacova desde sábado até segunda-feira”.

Recorde-se que o suspeito foi apanhado por populares que viram o seu carro estacionado à beira do mato em circunstâncias suspeitas. Foi agarrado até chegar a GNR.

LEIA TAMBÉM

Detidos incendiários em Viseu, Vouzela e Tondela

A Polícia Judiciária deteve um homem, de 41 anos, casado, servente de pedreiro, pela presumível …

IMT vai recorrer de decisão que declarou ilegal fecho de centro de inspecção automóvel de Seia

O Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT) anunciou que vai recorrer das decisões judiciais que …