Três incêndios no distrito da Guarda, um deles Alvoco da Serra, Seia

Incêndio em Arganil aproxima-se de povoações e PJ deteve suspeito de causar incêndios florestais

Um incêndio, com três frentes activas, que lavra no concelho de Arganil desde as 14h00 de hoje, estava pelas 17h30 perto de povoações, mas fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Coimbra explicou que estas não correm perigo. A combater este fogo, na localidade de Vale de Espinho, freguesia de Pombeiro da Beira, estavam, pelas 17h30, 210 operacionais apoiados por 59 viaturas e cinco meios aéreos.

A página da Protecção Civil dá ainda conta que, pelas 17h30, estavam registados nove incêndios, sendo os de Arganil e de Santarém os mais significativos. Em Santarém estão envolvidos 199 operacionais, apoiados por 55 viaturas e dois meios aéreos.

Polícia Judiciária (PJ), entretanto, anunciou hoje a detenção de um homem, de 22 anos, ajudante de padeiro, suspeito de ter ateado sete incêndios florestais, em Maio e Junho, em diferentes locais de Tarouca, Viseu.

“Os incêndios, ocorridos nos dias 9, 13, 16, 18, 23 e 26 de Maio e 19 de Junho de 2015, nos locais de Senhor do Monte, Padiola Arcos de Paradela, Rio São Pedro, em Tarouca, consumiram cerca de quatro hectares de mancha florestal, povoada por pinhal e mato”, explica o comunicado da PJ, adiantado que os fogos colocaram em perigo “vastas manchas” florestais e algumas casas de “elevado valor” que não foram consumidas devido à “rápida” intervenção dos bombeiros.

LEIA TAMBÉM

Dois detidos em flagrante em Tábua por cultivo de cannabis

O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da Lousã deteve, ontem, dois homens com …

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Apenas um elemento do grupo suspeito de vários crimes na zona Centro ficou em prisão

Dos cinco jovens, com idade entre os 22 e os 28 anos detidos pela PJ …