Indícios indicam que corpo carbonizado encontrado em França poderá ser de jovem de Seia

Os indícios indicam que o corpo encontrado carbonizado no carro de Ana Lopes em França poderá ser mesmo o da jovem portuguesa, natural de Seia e a residir no Luxemburgo. Mas só as análises de ADN o poderão comprovar.

Ana Lopes, mãe de um menino de ano e meio, que tomava conta de crianças por conta do Ministério da Família do Luxemburgo não é vista desde a madrugada de segunda-feira. “Não a vi desde aquela noite. Aguardo a confirmação da polícia, que não quer dar mais informações por agora”, disse o pai de Ana ao jornal “L’Essential”.

A população do bairro de Bonnevoie, onde reside a família da jovem portuguesa há vários anos, elogia a jovem. “Só posso dizer que ela é uma boa pessoa. Tudo isto é muito difícil”, disse um amigo visivelmente afectado. “É uma jovem sem história”, acrescenta a empregada do café frequentado pela família, para salientar que Ana Lopes era uma rapariga normal.

LEIA TAMBÉM

Cientistas da UC criam “Transporte” de quimioterapia activado no local de produção de células cancerígenas por controlo remoto

Uma equipa internacional de investigadores, liderada pelos portugueses Lino Ferreira e Ricardo Neves, do Centro …

GNR deteve um homem e apreendeu armas, munições e cannabis

A GNR, através do Núcleo de Investigação Criminal da Lousã e do Posto Territorial de …