“Infelizmente, as pessoas continuam a depositar o lixo em locais não adequados”

 

Entulho, plásticos, garrafas, ferro, baldes de metal e esferovite foram alguns dos resíduos recolhidos, no último sábado, por uma equipa constituída por cerca de 50 voluntários que acedeu ao repto lançado pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e Junta de Freguesia de Penalva de Alva, no âmbito da “I Jornada Amigos do Alva”.

Realizada durante todo o dia, com o objectivo de assinalar o Dia Mundial do Ambiente, a acção de limpeza incidiu nas margens e algumas partes do leito do rio Alva, de onde foi retirado um “grande volume de lixo”.

A participar na acção, o vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital fez um balanço “francamente positivo” da iniciativa, destacando sobretudo o empenho e dedicação dos voluntários, bem como o esforço das várias entidades envolvidas.

José Francisco Rolo não deixou, contudo, de se revelar preocupado com os focos de poluição que se encontram espalhados um pouco por todo o lado. “Infelizmente, as pessoas continuam a depositar o lixo em locais não adequados”, afirmou ao correiodabeiraserra.com, destacando a necessidade de as pessoas melhorarem as suas práticas ambientais, já que – como adiantou – tem havido, da parte da autarquia, o esforço de melhoria da qualidade da água do rio, com a construção de Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR).

“Há várias ETAR programadas e outras em construção”, continuou o responsável pelo pelouro do ambiente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, referindo que a ETAR de Penalva de Alva está em funcionamento e, “tem havido colaboração com o município de Seia e a Águas do Zêzere e Côa no sentido de se acelerar o processo de construção de outras ETAR, para melhorar a qualidade da água dos rios”.

Satisfeito por assistir ao surgimento de “um corpo de voluntários ambientalistas no concelho”, José Francisco Rolo considera que as acções de limpeza não podem parar, até como forma de dar “o exemplo”.

“A ideia é de que aproveitando este espírito de voluntariado se possam fazer acções de limpeza em algumas áreas”, sustentou o responsável, assegurando que este género de iniciativas está, também, previsto no plano de acção da Agenda XXI Local para o concelho, onde estão representadas várias entidades.

Na dinamização da “I Jornada Amigos do Alva”, José Francisco Rolo atribuiu especial destaque ao envolvimento da Junta de Freguesia de Penalva de Alva que, prontamente, acedeu ao desafio lançado pela autarquia, na sequência da acção “Limpar Portugal” realizada no dia 20 de Março.

“Aqui o mérito deve ser reconhecido”, sublinhou, destacando ainda a colaboração da CAULE – Associação Florestal da Beira Serra.

Para além de pretender continuar com a dinamização deste tipo de acções de limpeza e de sensibilização, o presidente da Junta de Freguesia de Penalva de Alva tem, entre as suas ambições, a constituição de uma associação de defesa do rio Alva. “Assim haja pessoas disponíveis”, verificou Rui Coelho.

LEIA TAMBÉM

Alexandrino acusa alguns médicos de “boicote” ao SAP “numa tentativa de ele fechar” e coloca em causa qualificação de um clínico

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital teceu hoje duras críticas a “alguns …

Saúde em Oliveira do Hospital continua envolta em crise, utentes queixam-se e presidente da Câmara reconhece que solução não está nas mãos da autarquia

Uma utente não conseguia disfarçar a sua indignação por não ter, mais uma vez, conseguido a …