pelo Tribunal de Coimbra

Inspectora da PJ acusada de matar avó do marido foi absolvida em Coimbra

A inspectora da Polícia Judiciária, Ana Saltão, acusada de matar a avó do marido foi absolvida pelo Tribunal de Coimbra, avança o Jornal de Notícias. O tribunal não conseguiu provar que Ana Saltão tenha sido a autora dos disparos que mataram a idosa.

Na altura, em 2012, a vítima foi atingida com 14 tiros, na zona de Celas, em Coimbra. A inspectora esteve em prisão preventiva, mas foi libertada em maio do ano passado.

O Ministério Público pediu a pena máxima de 25 anos por homicídio qualificado, considerando que a arguida revelou “premeditação e frieza de ânimo”, disse na altura o procurador Jorge Leitão.

Para o julgamento de Ana Saltão, foi escolhido um tribunal de júri, a pedido do MP, sendo o colectivo de juízes composto por João Ferreira, Fernanda Almeida e Alexandra Silva.

Foto: coimbratv.net

LEIA TAMBÉM

Feridos nos fogos que afectaram Oliveira do Hospital estão isentos de taxas moderadoras e têm medicamentos gratuitos

As vítimas dos incêndios de Junho e de Outubro do ano passado, que afectaram, entre …

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Dois detidos por crime de tráfico sexual em Seia

Um homem de 45 anos e uma mulher de 42 foram ontem detidos por suspeita …