Isabel Gouveia apresentou o livro “Na Voz da Esperança há Lágrimas”

“Na Voz da Esperança há Lágrimas” (Poesia Completa), o mais recente livro de Isabel Gouveia foi apresentado no passado sábado, na Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital. Natural de Aldeia das Dez, a autora deu a conhecer a coletânea dos seus poemas, escritos ao longo de meio século.

“É com muito gosto que recebemos mais uma autora do concelho” afirmou a vereadora da Cultura, Graça Silva notando que, naquela tarde, “Aldeia das Dez está em plena ascensão literária com a presença desta poetisa”.

“Este é um volume panorâmico que organiza cronologicamente todos os livros publicados desde 1962 e poemas dispersos, inéditos”, referiu José Fernando Tavares, ensaísta e crítico. Convidado para apresentar a obra de Isabel Gouveia, o especialista em literatura considerou que “este livro permite compreender com clareza as diferentes fases do seu processo criativo”. Na opinião de José Fernando Tavares, a poesia de Isabel Gouveia “não se limita a manifestar sentimentos mas também imagens” e embora aborde alguns temas polémicos, “é uma poesia onde há lugar para a esperança”. Traçando uma apreciação de todas as obras reunidas neste volume, o crítico literário não deixou de referir que também “o amor ocupa o lugar principal”.

“Pouco tenho a dizer sobre o meu livro. A poesia não se explica”, adiantou Isabel Gouveia que agradeceu ao Município e Biblioteca de Oliveira do Hospital pela “manifesta abertura para a realização desta apresentação”. “Oliveira do Hospital tornou-se uma referência em vários domínios, como a cultura, estando hoje integrada na rede de cidades de excelência”, frisou, congratulando o trabalho do presidente José Carlos Alexandrino e equipa de colaboradores.

Isabel Gouveia mostrou-se satisfeita com a publicação da obra que abrange todos os livros da sua poesia e junta alguns poemas inéditos, escritos na adolescência.

Na apresentação do livro “Na Voz da Esperança há Lágrimas” (Poesia Completa) houve ainda espaço para a declamação de alguns poemas por parte de vários amigos da Biblioteca. Álvaro Assunção, convidado pela poetisa para uma breve apresentação do livro, sublinhou “a grandeza da sua obra” antes de ler alguns poemas que espelham a diversidade de temas.

Isabel Gouveia é o nome literário de Isabel Pereira Mendes que nasceu em Aldeia das Dez, concelho de Oliveira do Hospital, e conta com um vasto conjunto de obras publicadas em poesia e prosa. Licenciada em Direito, pela Universidade de Coimbra, foi conservadora do registo predial e sócia fundadora da Associação Portuguesa de Conservadores dos Registos. Residente no concelho das Caldas da Rainha, é autora de várias publicações de índole jurídica e de vários trabalhos em revistas e meios de comunicação social da especialidade.

Premiada pela Sociedade Portuguesa de Autores com o “Prémio José Galeno 1985” pelo seu livro de ficção intitulado “A Porta Estreita”, Isabel Gouveia já publicou, desde 1962 várias obras em poesia e em prosa. Em 2005 foi homenageada, em sessão pública, pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que editou e lançou o seu livro de poesia intitulado “Escuta o Coração do Mundo”.

LEIA TAMBÉM

Fiscalização da GNR sobre automobilistas levou a sete detenções

Detido em Seia traficante de estupefacientes

A GNR de Seia e de Paranhos da Beira detiveram um homem de 23 anos, …

Mortes em acidente em Tábua no acesso ao IC6

Dois homens morreram hoje na sequência de uma colisão frontal entre duas viaturas ligeiras numa …