FC Oliveira do Hospital regressa aos nacionais de futebol e critica formato da prova

Ivo Carvalho ocupa interinamente cargo de treinador do FCOH e Paulo Figueira anuncia que no final da temporada abandona a presidência do clube

O presidente do FC Oliveira do Hospital (FCOH) foi apanhado de surpresa com o pedido de saída do treinador André David para o Grupo Desportivo de Bragança que também disputa o Campeonato Nacional de Seniores. Paulo Figueira garante que não gostou, mas também explicou ao CBS que a sua direcção “ não corta as pernas a ninguém”. A equipa fica agora entregue ao adjunto Ivo Carvalho, de 26 anos, e posteriormente o clube irá analisar qual a melhor solução que poderá passar por uma escolha interna ou pela contratação de um técnico vindo de fora.

“Escolher um técnico é uma das decisões mais difíceis de uma direcção, é um assunto que tem de ser bem ponderado”, explicou ao CBS Paulo Figueira que termina o mandato esta temporada e não se irá recandidatar. “Isso já está decidido e penso que essa terá sido uma das razões que pesou na resolução de André David que poderia levantar algumas dúvidas quanto ao seu futuro. Assim, embora vá para uma equipa do mesmo escalão, assinou por um ano e meio e a proposta deve ter sido tentadora”, assegura.

Apesar de não ter ficado agradado com esta opção, Paulo Figueira reconhece que se está a falar de um treinador “com imenso talento, que deixou a sua marca no FC Oliveira do Hospital”, quer por devolver o clube às provas nacionais, quer pelo campeonato que estava a realizar. “Tem potencialidades para ir muito longe. Sempre pensei que iria sair para um clube da II Liga ou até da I Liga, nunca para uma equipa da mesma divisão”, frisa.

Sobre a próxima equipa técnica, Paulo Figueira já recebeu mais de 20 telefonemas de agentes de treinadores, algo que o deixa satisfeito. “Demonstra que o FCOH é um clube atractivo para se trabalhar, que é cumpridor das suas obrigações e não terá dificuldades em encontrar se for necessário uma solução externa”, sublinha, enfatizando, porém, que primeiro vão ser analisados os recursos internos.

LEIA TAMBÉM

Tomada de posse dos órgãos autárquicos marcada pela tragédia dos incêndios e presidente reeleito aposta em “fazer renascer Oliveira do Hospital”

Não foi uma tomada de posse normal dos novos responsáveis pelo munícipio. Os discursos inflamados …

António Lopes apresenta denúncia no MP contra as autoridades do concelho oliveirense por entender que pode existir “crime de homicídio por negligência” na tragédia dos incêndios

O eleito à Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, António Lopes, apresentou ontem uma denúncia …

  • Guerra Junqueiro

    As famosas chicotadas futebolísticas, umas vezes dão-se outras vezes levam-se.
    Ao fim, tudo bate certo.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro