“Jamais abandonaria uma reunião porque alguém interferiu com a minha linha de pensamento”

… garantiu ter “cultura democrática”, deixando claro que “jamais” se ausentaria de uma reunião pelo facto de alguém interferir com a sua linha de pensamento.

Em causa estava a retirada de Mário Alves, acompanhado pelo seu vice na autarquia, da reunião que no passado dia 26 de Janeiro juntou cerca de 40 empresários do sector das confecções, no Hotel São Paulo, em Oliveira do Hospital, depois de a sua intervenção ter sido interrompida por um empresário local.

“Parece-me que a sua reacção poderia ter sido outra. Não podemos pessoalizar …a importância maior das duas funções impunha outra reacção”, referiu esta manhã a eleita socialista, considerando que o presidente da Câmara deveria ter tido “outro sangue frio para debater o tema, na busca de soluções para os empregados e para as empresas”.

Na opinião de Freixinho, a postura de Alves “foi precipitada”, porque “maiores valores se levantam” e “eram mais fortes do que qualquer tipo de afirmação que teria caído menos bem”.

A apreciação não agradou a Alves que se insurgiu contra a eleita socialista, por ter começado a fazer críticas, sem primeiro ter perguntado o que realmente aconteceu na dita reunião. Da mesma forma, justificou a retirada da reunião com o limite de tempo a que estava sujeito, já que tinha outro encontro agendado para as 16h30.

Sublinhou que já era sua intenção retirar-se e que não foi a intervenção do empresário que motivou a sua atitude. Para além disso, o autarca adiantou que a resolução dos problemas focados na reunião de empresários é da competência do Governo, apontando o dedo às matérias relacionadas com o IVA, IRC, e taxa social única.

“A Câmara Municipal não tem capacidade de intervenção, se tivesse reduzia a taxa que os empresários pagam à Segurança Social, para reduzir o impacto dos custos de trabalho”, sustentou.

LEIA TAMBÉM

Dominado fogo que hoje se reacendeu em Tábua

O incêndio florestal que deflagrou na terça-feira no concelho de Tábua, que esteve em fase …

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Incêndio de Tábua reacendeu-se e mobiliza centenas de bombeiros

O incêndio que ontem deflagrou em Tábua, está novamente activo. O reacendimento aconteceu ao início da tarde …