JCP de Oliveira do Hospital entende que jovens devem participar nos “Planos e Orçamentos” anuais da Câmara

A Juventude Comunista Portuguesa de Oliveira do Hospital entende que “a Assembleia Municipal deve respeitar a autonomia e o direito à participação” por parte dos Jovens e em particular daqueles que constituem o Conselho Municipal Juventude nos “Planos e Orçamentos” anuais da Câmara; da prestação de contas do Executivo Municipal; do direito a serem tidas em conta, pela Câmara e Assembleia Municipal, as propostas saídas do Conselho Municipal da Juventude a propósito de vários assuntos. “E sobre aqueles que incidem sobre a Juventude em especial”, refere um comunicado daquela organização.

Os jovens comunistas consideram ainda “desaconselháveis” alterações de alguns artigos das Normas do Orçamento Participativo Jovem 2015. “Mantém-se o valor irrisório de 25 mil euros por ano, o tecto para os projectos candidatos. É uma autêntica “miséria” orçamental. À partida, corta as hipóteses de se propor boas ideias para projectos (municipais) que exijam um orçamento maior”, refere ainda a missiva, que se revela contra o facto de apenas poderem votar jovens dos 16 aos 35 anos, naturais do concelho.

A JCP, explica, ainda que gostaria de ver realizado um “concurso” simplificado de ideias para reordenar a zona das escolas, das Piscinas, do (encerrado) Parque dos Marmelos, da Ribeira de Cavalos e do verde do seu belo vale citadino; do Centro de Saúde, etc.

Foto: www.vozdaplanicie.pt

LEIA TAMBÉM

Voluntários da Ordem de Malta visitam vítimas dos incêndios em Oliveira do Hospital e ouvem críticas à actuação das autoridades e autarquia

Logo à entrada da Quinta da Porfía, Seixo da Beira, Oliveira do Hospital, os sinais …

Moléculas da cerveja desvendadas na Universidade de Aveiro

Fragrâncias frutadas, vegetais e aromas tostados ou a caramelo provenientes do lúpulo ou do malte. …