João Abreu viu aprovada recomendação de melhorias na cobertura da rede móvel e do sinal 3G

… Meruge, João Abreu, no sentido de questionar o Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações sobre a deficiente cobertura da rede móvel e do sinal 3G (telemóveis de terceira geração) em vastas zonas do concelho, em particular nas freguesias de Meruge e Lajeosa.

Segundo denunciou o autarca, a situação está a afectar os utilizadores dos programas e-escola, e-professor e e-oportunidades que se deparam com “uma velocidade de utilização do serviço que se revela praticamente inviável”. João Abreu destacou ainda o facto de os utilizadores lesados, se verem ainda impossibilitados de devolver os equipamentos e de estarem também obrigados a pagar, muitos meses, mensalidades relativas a um serviço que não conseguem utilizar.

Em reunião da Assembleia Municipal, o autarca informou das diligências feitas pelos utilizadores junto dos operadores das redes móveis de onde – como referiu – obtiveram respostas que “não são animadoras”, por estarem em causa zonas do interior do país que “não são as mais apetecíveis a nível contratual”. “Nenhum operador se compromete a melhorar as condições da respectiva rede a curto ou médio prazo”, referiu, sublinhando que o governo “não pode pactuar com uma situação destas”, dado o seu empenho no “plano tecnológico, na qualificação dos portugueses e no desenvolvimento equilibrado do país”.

Com uma aprovação por unanimidade, a recomendação de João Abreu vai no sentido de a Assembleia Municipal questionar o governo sobre as medidas que pretende tomar para garantir o acesso ao sinal geral e ao sinal 3G por toda a população concelhia.

LEIA TAMBÉM

Candidato do PSD a Travanca promete “um presidente para todos os dias e não apenas para o fim-de-semana”

O PSD apresentou ontem publicamente a lista candidata à Assembleia de Freguesia de Travanca de …

Festival “Origens” de Travanca de Lagos agendado para o próximo fim-de-semana

Os Jovens da Liga de Travanca de Lagos apresentam, de sexta-feira a domingo, mais uma …