João Paulo Albuquerque justifica ausência no debate dos candidatos à CM Oliveira do Hospital e desafia o candidato do PS para “um frente a frente” transparente

O candidato do PSD justificou a ausência no debate promovido pela Centro TV, Rádio Boa Nova e Folha do Centro por entender que o debate estaria inclinada a favorecer o candidato do PS, José Carlos Alexandrino. João Paulo Albuquerque diz mesmo que a reunião para discutir os pormenores do debate contou com a participação de Henrique Barreto, ex-jornalista do Correio da Beira Serra, que neste momento se encontra ao serviço da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e não esconde o desagrado por o Correio da Beira Serra (jornal conotado com a oposição) ter sido agora excluído.

“Defendo há quase oito anos uma mudança de rumo para o concelho, nunca poderia tomar o caminho que até aqui tem sido feito e onde esta comunicação social tem participado afincadamente”, explica João Paulo Albuquerque, referindo em seguida a presença de Henrique Barreto no encontro de organização do debate. “A tal reunião que agendaram para discutir pormenores, contou com a participação do Sr. Henrique Barreto, que neste momento está ao serviço desta câmara municipal, mas não pertence a nenhum dos órgãos de comunicação social envolvidos. No entanto, no passado, foi ele o principal moderador destes debates ao serviço do Correio da Beira Serra”.

Para João Paulo Albuquerque, “um candidato que se propõe a Mudar de Rumo, nunca poderia participar neste tipo de debate, onde um diz atoardas, os outros ouvem e os jornalistas não rebatem. A minha postura não é essa, teria vergonha em participar”.

E deixa um desafio para um debate transparente: “No entanto, mais uma vez, sem virtualidades, mas de forma bem real, desafio o corajoso candidato do Partido Socialista, José Carlos Alexandrino, para um frente a frente, onde pode trazer a sua equipa para o ajudar. Proponho 10 perguntas a cada, de modo a mostrar-se ao eleitorado as capacidades de cada um. O frente a frente pode ser acompanhado por um ou por todos os órgãos de comunicação social do concelho. Esperando desde já a real coragem necessária por parte de José Carlos Alexandrino para aceitar este desafio, mostrando a todos que as suas propostas não passam de virtuais ilusões como foram as do passado”, escreve João Paulo Albuquerque, na sua página do Facebook, onde publica ainda os mails trocados com a organização do debate.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino acusa Governo de discriminação na ajuda pós-incêndios

O presidente da câmara de Oliveira do Hospital acusou o Governo de estar a discriminar …

Presidente da CM de Oliveira do Hospital indignado por FPF esquecer Coimbra e quer jogo de solidariedade da selecção naquela cidade

O presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, criticou a Federação Portuguesa …

  • Ele & Ela

    Diga-se em abono da verdade, que este “debate”, só serviu, para mais uma vez, o actual “Presidente” se vangloriar. Só faltou dizer que os oliveirenses só têm Sol porque ele quer. Sendo a comunicação social presente apadrinhada por este executivo, estava mais do que visto que este “debate” era essa a direcção que ia tomar, a fanfarronice do actual “presidente”. Por isso, eu no lugar do Eng. João Paulo, também me recusava a fazer parte desta fantochada exibicionista.
    Eu também gostava de ver um debate, um debate a sério e não esta fantochada, entre os dois candidatos, sem a manipulação prévia da comunicação social apadrinhada pelo executivo, onde o “presidente” fosse questionado sobre todos aqueles assuntos que não convém que se saibam. Mas como o grande sabichão do nosso “presidente”, o homem que tudo sabe e está acima do António Costa e do Marcelo Rebelo de Sousa, não tem poder de argumentação nenhum de jeito, é óbvio que não vai aceitar.

  • Oliveira do Hospital

    O candidato do PSD demonstrou uma total falta de respeito pelo eleitorado.
    Afinal de contas tinha medo de quê?
    Por acaso não declinou o convite antes de saber que o Barreto iria estar presente na reunião preparatória?
    Tinha medo do Barreto que estava a representar a candidatura do PS?
    Tinha medo das jornalistas?
    Não queria porventura debater com os candidatos do CDS e da CDU?
    Bem sei, o problema do João Paulo Albuquerque é ter consciência que não estava à altura do debate. Não queria demonstrar que afinal de contas sem o Mário Alves a segredar ao ouvido não sabe o que dizer.
    Por que razão o jornal Correio da Beira Serra não se propôs a organizar um debate?
    Vem agora, a 3 dias do fim da campanha eleitoral, desafiar apenas e só apenas o José Carlos Alexandrino para um frente a frente?
    Por acaso é o João Paulo que define a agenda da campanha dos adversários?
    É esta a democracia que apregoa?
    Que respeito evidencia pelas outras candidaturas?
    Também foi com medo dos jornalistas que nem sequer compareceram no comício em Vila Franca nem sequer se dignaram a avisar os Vilafraquenses?
    Os Oliveirenses merecem mais, mas muito mais, respeito, competência e autenticidade do que o candidato João Paulo Albuquerque tem a demonstrar.
    Pela primeira vez estimo que o CDS vai ter um resultado mais favorável do que o PSD.