José Carlos Alexandrino alcançou “vitória surpreendente que ultrapassa todas as fronteiras” (com vídeos)

Não há margem para dúvidas. O povo de Oliveira do Hospital deposita total confiança em José Carlos Alexandrino. Prova disso foi a vitória “surpreendente” alcançada nas eleições autárquicas deste domingo, com o candidato a conquistar uma maioria absoluta na eleição para a Câmara Municipal sob a bandeira do PS.

Pouco se enganaram os agora reconduzidos presidentes de Câmara e de Assembleia Municipal quando, em período de campanha, ousaram antever uma “maioria confortável” e até mesmo uma “maioria absolutíssima”. Os resultados das eleições autárquicas no concelho, realizadas este domingo, foram arrebatadoras, com José Carlos Alexandrino a ser reconduzido no cargo de presidente com um total de 8268 votos e assegurando no executivo a presença de mais cinco elementos do Partido Socialista.

No conjunto, foram seis os mandatos que os socialistas elegeram para o futuro executivo municipal que, apenas vai contar com um vereador da oposição. Cristina Oliveira, a candidata do PSD à Câmara, é o nome de que se fala, depois de nestas eleições autárquicas ter saído derrotada, alcançando apenas 2643 votos. Defraudadas ficaram ainda as expectativas do candidato do CDS-PP à Câmara Municipal, José Vasco Campos, que ao conseguir apenas 481 votos não cumpre o objetivo de marcar presença no próximo executivo municipal. O pior resultado pertence à CDU que na candidatura à Câmara se ficou pelos 309 votos.

No que à Assembleia Municipal diz respeito, o candidato socialista António Lopes arrebatou a votação, conseguindo um total de 7487 votos, contra os 2776 votos do PSD, 652 do CDS-PP e 394 da CDU.

A vitória dos socialistas sentiu-se ainda nas Assembleias de Freguesia, com o PS a vencer as juntas de Avô, Aldeia das Dez, Alvôco de Várzeas, União de Freguesias de Penalva e S. Sebastião, S. Gião, Santa Ovaia e Vila Pouca, Oliveira do Hospital e S. Paio de Gramaços, Nogueira do Cravo, Bobadela, Lourosa, Lagares da Beira, Ervedal e Vila Franca e Seixo da Beira. Os movimentos independentes venceram em Travanca de Lagos e na União de Lagos e Lajeosa. A CDU voltou a vencer em Meruge. O PSD não venceu em nenhuma Junta de Freguesia.

Resultados que levam o reconduzido presidente a falar de uma “vitória surpreendente que ultrapassa todas as fronteiras” que demonstra que o povo percebeu “perfeitamente” o caminho que tem vindo a trilhar. Do mesmo modo José Carlos Alexandrino interpreta o resultado obtido como uma resposta que os oliveirenses souberam dar a uma campanha feita à base da calúnia e com muita intriga”. “As pessoas responderam que não é esse o caminho”, referiu, na certeza também de que um “fator decisivo” foi o facto de a candidatura do PSD ter “pessoas que não pertenciam a Oliveira do Hospital e que tinham prejudicado o concelho com decisões políticas”.

A pensar nas pessoas com o compromisso de que “não haverá oliveirenses de primeira e oliveirenses de segunda”, Alexandrino garante que tem pela frente um programa “desafiante, mas também muito realista”. Prevista está, como referiu, uma reestruturação financeira do município e a requalificação da zona histórica, bem como a reivindicação pela conclusão do IC6 e IC7, defesa da ESTGOH e da FAAD com a preocupação de encontrar uma solução para um adequado serviço de urgências. Objetivos que se propõe cumprir numa altura em que está “melhor preparado” e rodeado de uma “equipa jovem”.

Satisfeito pelo resultado alcançado, o reconduzido presidente admite estar perante uma responsabilidade acrescida porque “deixa de haver o debate interno que haveria se existisse outra representação”. “De qualquer maneira funcionou a democracia e o respeito pelas pessoas”, comentou Alexandrino, que relativamente ao resultado nas freguesias chega à constatação de que o PS “tem realmente os melhores”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAGrande derrotada nestas eleições, a candidata do PSD à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital revelou-se defraudada naquilo que eram as suas expectativas iniciais.

“As pessoas não acreditaram que esta candidatura podia mudar o concelho. Fizeram as suas opções”, comentou Cristina Oliveira que respeitando os resultados – “em democracia é assim e já dei os parabéns ao meu principal adversário”, frisou – assegurou estar “de bem” consigo e de “consciência tranquila de tudo ter feito a bem da democracia neste concelho”. Pese embora o resultado, Cristina Oliveira garante assumir o seu lugar de vereadora da oposição na Câmara Municipal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Apesar de não ter conseguido alcançar o almejado lugar no executivo, José Vasco de Campos compara o resultado obtido ao que o CDS-PP alcançou há oito anos, percebendo porém que na presente eleição, “houve uma penalização dos partidos do governo” e que a vitória para a Câmara foi mais de “José Carlos Alexandrino do que propriamente do PS”. Motivo de satisfação para o centrista foi “o resultado muito próximo da vitória em Alvôco”, a eleição de Luís Lagos para a Assembleia e de outros membros em algumas Juntas de Freguesia. Para os próximos quatro anos fica a garantia de os eleitos pelos CDS-PP “continuarem a intervir para defender o concelho, a nossa terra e as nossas gentes”.
A sair de um ato eleitoral em que se estreou como cabeça de lista à Câmara, José Vasco de Campos assegura repetir o feito em 2017. “Independentemente das posições e do partido, vou ser candidato daqui a quatro anos e grande parte da minha equipa também”, sustentou.

As eleições deste domingo foram participadas por 12 579 oliveirenses. A abstenção situou-se nos 44 por cento, superando a registada em 2009 que se situou nos 26 por cento.

LEIA TAMBÉM

Chamas destruíram pavilhão de fábrica têxtil em Seia

O incêndio que lavra no concelho de Seia destruiu um pavilhão de uma fábrica têxtil …

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Incêndio em Seia leva à retirada de 30 pessoas e EN17 cortada

Cerca três dezenas de pessoas foram hoje retiradas das suas habitações por precaução em aldeias do concelho de …

  • Erasmo de Roterdão

    Bom dia meus caros “Guerra Junqueiro” “Leandro ” e afins.Podiam fazer o favor de informar do resulktado das sondagens..? Não têm pena e não sentem vontade de pedir desculpas a este velho ancião de seu nome Erasmo de Roterdão? “Guerra”: há quanto tempo te disse que eram 6-1? Não te disse que aceitava apostas? Já tem quase um ano..! Diz lá a verdade: Não gostavas de ser eu? Partindo do princípio que eu sou o Belarmino, como dizes, não tens pena de levar uma “barrela” destas de um individuo de 4ª classe? Andaste lá pelas Englandes e não aprendeste grande coisa..! Juntas:0..! Vereadores:1..! Deputados municipais:5..! De 21 eleitos para 6..! Ficaram esclarecidos ou é preciso outra “sondagem”..? O velho Erasmos fica à espera de um pedido de desculpas e de marcação para as aulas..!

  • Erasmo de Roterdão

    Também queria agradecer ao Senhor professor António Duarte todos os contributos para a nossa vitória.Espero que se mantenha à frente da CPC, durante os 4 anos futuros, para nos apoiar nas vitórias totais.Só falta uma junta, 1 vereador e 6 deputados.Comparativamente, a estas , uma brincadeira..! As arruaças, as ofensas, as mentiras, só podiam acabar assim.Não o tirem de lá..! Melhor que isto, nem de encomenda..!

  • Erasmo de Roterdão

    Então, “Abílio Manuel”..? Continuas de “licença sabática”, ou estás a investigar as causas do “terramoto”? Vê se não demoras, pois, temos dificuldade em dispensar as tuas “doutas”lições e reflexões..! E o que aconteceu aos especialistas em “sondagens”..? Como eu disse,muita gente do PS foi comer ao jantarinho só para vos criar a ilusão..! Como dizia o Erasmo: QUEM SEMEIA VENTOS RECOLHE TEMPESTADE..! A CPC ainda está em funções? “Abílio”, vê se começas a frequentar a “Corga”, É bom para os resultados..!O Inácio que o diga.Nem o monumento às maezinhas o safou..! E as consultas em Lourosa, era só para o caso de vitória..? Ao que isto chegou..! O Povo já vos explicou como se lida com os trauliteiros e chico espertos..! Então o “Fernando Pessoa “perdeu na Felgueira..? O pessoal, lá, não percebe de literatura…Espero que, agora, com tempo, me expliquem essa coisa das três freguesias…

  • Guerra Junqueiro

    Começando por parabenizar todos aqueles que terminaram as suas funções autárquicas, sigo com uma palavra de apreço aos que concorreram às mesmas, felicitando logicamente aqueles que mereceram a escolha popular.
    Aproveito para lhes desejar empenho, discernimento e sorte para o mandato que
    agora conquistaram.
    Registo aqui a realidade dos factos. O culminar destaseleições levou a resultados inéditos, inesperados e impensáveis. José Carlos Alexandrino juntamente com António Lopes, sob a égide do Partido Socialista conseguiram no concelho o que nunca no passado foi atingido por ninguém nem por nenhuma força politica. Vitória em todas as frentes que acanha e humilha o débil PSD local, assim como abate as suas estruturas concelhias.
    Dirigindo-me agora ao Belarmino, e dando-lhe os parabéns pelo trabalho que desenvolveu no âmbito destas eleições e pelo resultado que teve. Aproveito para lhe dizer que esse dom haríolo também o tenho. No entanto, e como fazer profecias é insultar o futuro, optei por o negar, pois há muito que se perspectivavam tais resultados, daí a minha necessidade de os tentar minimizar. Pelos vistos foram tentativas falhadas e tempo perdido.
    O futuro dirá se tinha ou não razão para combater estas políticas e este caminho que se está a fazer, mas como ter razão cedo de mais é errar, ganhaste tu.
    Aproveitando também para me despedir deste espaço, pedindo desculpa por alguma susceptibilidade que tenha ferido no decorrer desta campanha, prometo, que embora não andando muito por aqui, vou tentar manter-me informado sobre o que por cá se passa.

    Desta vez,
    com um Abraço
    a Todos

    Guerra Junqueiro

  • Ricardo Araujo

    AFINAL AINDA HÁ QUEM ESTEJA SATISFEITO COM ESTE GOVERNO :
    Em qualquer lugar de Portugal, um menino regressa da escola cansado por andar a pé uma grande distância. O governo subiu os preços e não há dinheiro para o passe.
    Faminto, pergunta à mãe;
    – Mãe, o que temos para comer?…
    – Nada, filho!…
    O menino olha para o papagaio que têm em casa e pergunta:
    – Mamã, porque não comemos papagaio com arroz?…
    – Não há arroz!…
    – E papagaio no forno?…
    – Não há gás!…
    – E papagaio no grelhador elétrico?…
    – Não há eletricidade!…
    – E papagaio frito?…
    – Não há azeite!…
    O papagaio felicíssimo gritou:

    VIVA O PSD!!!…

    • Carlos Gouveia

      Afinal Ainda há quem esteja satisfeito com este executivo:

      Um menino dos arredores de Oliveira regressa da escola cansado por andar a pé uma grande distância. A câmara para poder gastar em festas teve de começar a cobrar dinheiro pelo passe.

      Faminto, pergunta à mãe;
      – Mãe, o que temos para comer?
      – Nada, filho!
      – Nada? Mas porquê?
      – Porque eu e o teu pai estamos desempregados e não temos dinheiro!
      – Mas o Alexandrino não disse que iriam abrir várias empresas em Oliveira e acabar com o problema do desemprego?
      – Sim, disse! Mas isso não passou de mais uma aldrabice para ganhar uns votos!
      O menino olha para o papagaio que têm em casa e pergunta:
      – Mãe, porque não comemos papagaio com arroz?
      – Não há arroz!
      – Não há arroz porquê?
      – Porque eu e o teu pai estamos desempregados e não temos dinheiro!
      – Mas há pais de alguns colegas meus que conseguiram arranjar emprego na câmara!
      – Pois, mas esses empregos não são para nós!
      – Porque é que não são para vocês?
      – Porque nós não somos do mesmo partido do Alexandrino nem concorremos à junta com uma lista do PSD, logo não recebemos nenhum emprego para desistirmos da candidatura do PSD , nem nenhum suborno por isso!
      – Sim, estou a ver! Então e papagaio no forno?
      – Não há gás!
      – Não? Deixa-me adivinhar! É porque tu e o pai estão desempregados e não têm dinheiro para o gás, certo?
      – Sim filho, é isso mesmo.
      – Felizmente tenho a sorte de ter em Oliveira em Politécnico onde posso tirar um curso para poder ter um emprego no futuro, sem vocês terem de gastar muito dinheiro.
      – Infelizmente não filho.
      – Não mãe? Mas porquê?
      – Porque o Alexandrino prometeu que em 2012 iria estar a inaugurar as novas instalações da ESTGOH e tudo não passou de mais uma mentira dele e como ele andava mais preocupado com voltas, rallyes e outras festas não quis saber da ESTGOH para nada! Apesar das figuras tristes que fez numa reunião com o director do IPC.
      – E papagaio no grelhador eléctrico?
      – Não há electricidade!
      – Mais uma vez porque tu e o pai estão desempregados?
      – Sim, a gestão ruinosa do Alexandrino tornou o nosso concelho num atraso de vida sem futuro nenhum, principalmente para jovens como tu.
      – E papagaio frito?
      – Não há azeite!
      – Porque tu e o pai estão desempregados?
      – Sim filho, por esse motivo!

      O papagaio felicíssimo gritou:

      VIVA O Alexandrino e a sua gestão ruinosa!

  • Desalinhado

    Ora aqui esta uma grande surpresa, ou talvez nao. Apenas tenho a dizer que foi a maior malha que o PSD levou na sua longa história. A cpc PSD tem dois caminhos, ou se demite ou……se demite. Resultados vergonhosos, gente sem a mínima ideia do que era fazer campanha junto das pessoas. Zero JUNTAS? 5 deputados? Vergonha……. para estes saloios pergunto se já perceberam que reduziram o PSD a cinzas? Onde andam José Carlos Mendes? Telma Martinho? Duartes, Vilafanhas, . perceberam agora que o Mário Alves no mínimo junto de vocês e um anjo? Um sábio? Tudo para rua corja de arruaceiros

  • Erasmo de Roterdão

    “Aceito a explicação”….! Nos idos do reinado de D.Maria II, foi decidido que a Marinha passasse a participar nas paradas militares.Os oficiais, pouco dados a estas coisas da infantaria, ou do “arre macho”, como ainda hoje por lá se diz, consideraram uma ofensa à marinha.Foi decidido, e transmitido ao oficial que comandava a força, para não prestar “as honras da ordenança”.O ministro da Guerra, hoje da defesa nacional,fez a revista, a cavalo.Passou pelo batalhão da Marinha e, este, não se mexeu.Chegado à tribuna, o ministro mandou o oficial às ordens perguntar ao senhor comandante das forças de marinha, porque não prestou as honras da ordenança.O oficial respondeu ao mensageiro:”Diga ao senhor ministro que não percebo nada disto”, explicação que foi transmitida ao ministro.Este, até porque era a melhor saída , mandou transmitir ao comandante que aceitava a explicação.Pronto “Guerra”.Não houve humildade para confessar a ignorância destas coisas ,mas, aceito a explicação..! Sendo assim, o velho Erasmo, bate , também, em retirada.Afinal só assentou arraiais para ir esclarecendo estes aprendizes de feiticeiro.Ficava bem um pedido desculpa pelas corgas,perdigotos e outras baixarias.Mas pronto.Desta escola cpcista, não há muito a esperar a não ser a demissão.

  • Erasmo de Roterdão

    “Guerra” Andas “embaçado”..? Também, com um “murro” destes, não é caso para menos..! Aprendeste alguma coisa..? Vais à tomada de posse da tua “presidente” que deu um banho ao Alex..?