Fonte: Página do facebook de José Carlos Alexandrino

José Carlos Alexandrino diz que começam a estar reunidas as condições para se recandidatar à presidência da Câmara

A recandidatura de José Carlos Alexandrino à presidência da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital parece estar mais próxima. O actual presidente da autarquia, em declarações à Radio Boa Nova, reconheceu que, depois do comunicado de hoje da Infraestruturas de Portugal sobre o IC6, “começam a estar reunidas as condições” para que venha a disputar as autárquicas 2017.

O autarca reagiu assim ao comunicado em que aquela entidade assume que o projecto de execução do troço do IC6 entre o Nó de Tábua e o Nó da Folhadosa (Oliveira do Hospital) numa extensão de cerca de 19 quilómetros, num investimento estimado em cerca de 38 milhões de euros será lançado até Julho.

O autarca explicou que agora está apenas dependente da vinda do Primeiro-ministro, António Costa, ao concelho, para assumir o compromisso de concretização da obra. “Uma das exigências que fiz foi que o Primeiro-ministro viesse a Oliveira do Hospital e assumisse este projecto”, frisou o presidente da Câmara.

LEIA TAMBÉM

Luís Martins Almeida é o candidato da CDU à Câmara de Oliveira do Hospital

A CDU vai apresentar como candidato à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital Luís Martins …

Governo promete em Oliveira do Hospital que “vai mesmo avançar” com cadastro florestal e investir nos sapadores

O primeiro-ministro, António Costa, prometeu hoje em Oliveira do Hospital que o Governo “vai mesmo avançar” …

  • António Lopes

    E eu a pensar que ia ter uma novidade..! Dito assim, até parece que o IC vem por causa de não perder tão competente autarca…Para filme até tem um argumento bem fraquinho. É como nos filmes de Cowbois. Quando começam já se sabe como acabam..! Desta vez até foi encenado um costume de um outro presidente que agora volta a ser candidato Só se candidatava se lhe pedissem muito.Tinha e tem, uma qualidade que este não tem.Só entra nas salas quando todos estão sentados para que o vejam bem e saibam quando bater as palmas.Fica mais esta dica.Aliás, contei-lhe algumas vezes a cena, quando chegava-mos aos eventos e já estava na sobremesa..!Eu dizia-lhe que, por respeito pelos cargos devia-mos voltar para trás.Ele queria era festa..! Eu quero ver é o IC6 feito.Em 2009 também havia a promessa.Em 2011 iden. Julho anunciam.Eleições em Setembro, depois, esquece..! Nem sequer são originais..! Vai ser como a lei da extinção das freguesias.”Fica a aguardar melhor oportunidade”.. É o que temos…Lá terei que ir para a refrega..!

    • José Pais

      Bem vindo Sr Presidente.
      Espero que tenham a coragem de apresentar o zarolho do 3 dedos, como candidato à Assembleia Municipal.
      Sr Lopes, vai mesmo ser: “Bater em ceguinhos”.

    • minhoca

      Ó Lopes tu é que tens feito muito pelo IC e pelo concelho. Gostas tanto do concelho que ficavas todo contente era se nada fosse anunciado. Aliás, lendo bem tudo o que aqui é escrito por ti e por outros como tu, ficamos todos a saber que afinal este anuncio é uma má notícia.
      Vai dar banho à minhoca!

      • António Lopes

        Já uma vez desafiei o líder do PS a dizer o que tinha feito, mais do que eu, pelo Concelho.Não me respondeu.Nem ele nem toda a Comissão Politica Junta. Também lhe lanço o repto.Mais não digo porque não me fica bem.

        Já disse, no local próprio, e não só, vezes sem conta, “para se deixarem de política politiqueira”! Só se lembram dos ICs e da falta que fazem, nas eleições? O Guterres começou a construir “este caminho de cabras alargado” ,logo que foi eleito em 95.Em 97 inaugurou o 1º troço.Ficou no Governo até 2001.A dívida publica era de 50% do PIB.Não fez a obra toda porquê? O Sócrates badalou a obra por tudo o que foi sítio.O nosso conterrâneo andou por aqui, em 2011, não houve concelho onde não houvesse cerimónia a falar no IC.E..? EM 2009 Onde é que está? Ainda há dias o ministro aqui disse que não havia dinheiro.Numa eleição de que participei, ficou dito que se não houvesse IC se demitiam. O único que saiu antes do prazo, fui eu..! Sendo que não foi por causa do IC, que nunca tomei posição desse tipo.Agora vem o subordinado do ministro,que disse que não, anunciar o concurso..? Se isto funciona assim funciona mal.Ou neste governo a culpa e as decisões são para os porteiros? Este Primeiro Ministro também revogava a lei que extinguiu as freguesias. Onde está a revogação..? Ainda bem que vos incomodo.A mim não me calam por mais que o tentem.Ainda hoje fizeram mais uma das vergonhosas.Mas, logo lhes agradeço..! Façam a obra e deixem-se de contar histórias e tentar enganar o Povo.As vezes que já prometeram,se tivessem vergonha, calavam-se.

  • JP Presidente

    O João Paulo ainda não disse nada e já está a ganhar 2-0. Já conseguiu que anunciassem o IC. Já conseguiu que o Alexandrino dissesse um snim…

    Quando começar a apresentar as propostas arrasa.

  • Cantoneiro

    Calma, o que vai ser lançado é a execução do projeto! Não é a obra, o outro também comprou o burro, depois não tinha dinheiro para a carroça. Mas para quê tudo isto, enganar o povo? O Povo de Oliveira não merece estas aldrabices. Cuidem-se a mim já não me enganam. Só acredito quando lá ver as máquinas a trabalhar.

  • António Lopes

    Diz o nosso Senhor Presidente: “Construção do IC será um marco histórico”..!

    Sem qualquer duvida,”Marco histórico” e de que maneira. Especialmente quando for acabado..! A demorar mais na construção, só me lembro das capelas imperfeitas da Batalha e da Igreja de Santa Engrácia. Faz agora vinte anos que inauguraram o primeiro troço.Se souberem de outro fenómeno idêntico, gostava de conhecer. Entretanto e porque já ouvi esta história da boca de tanto mentiroso que não cumpriu, espero que não seja mais uma…”Eleições à porta, seja Deus louvado”..! Mas, o trabalho realizado não chega para ganhar as eleições..? Ouvi dizer que davam 7-0…??? Porquê tanto artifício…???

    • António Lopes

      Será que os ICS têm alguma história parecida..?

      Diz a lenda que Simão Pires, um cristão-novo, cavalgava todos os dias até ao convento de Santa Clara para se encontrar às escondidas com Violante. A jovem tinha sido feita noviça à força, porque o seu pai não estava de acordo com o amor de ambos.

      Um dia, Simão pediu à sua amada para fugir com ele. Na data combinada, no entanto, foi acordado pelos homens do rei, que o vinham prender acusando-o do roubo das relíquias da igreja de Santa Engrácia, situada muito perto do convento.

      Para não comprometer Violante, Simão não quis revelar a razão porque havia sido visto no local. Apesar de invocar repetidamente a sua inocência, Simão foi preso e condenado à morte na fogueira.

      A cerimónia da execução teve lugar junto da nova igreja de Santa Engrácia, cujas obras já haviam começado. Quando as labaredas envolveram o corpo de Simão, este gritou que era tão certo morrer inocente como aquelas obras nunca mais acabarem.

      Certo é que as obras da igreja iniciadas à época da execução de Simão pareciam nunca mais terminar. De tal forma, que o povo se habituou a comparar tudo aquilo que parece não ter fim às obras de Santa Engrácia.

  • Deserto

    E já é dia 8 e não se vê nada..! Nem candidatura, nem Costa, nem IC…

  • Aldrabões

    O Costa a mentir e o comboio a andar, não dão hipóteses.
    Mas esta mentira do IC6 é tão grande que nem o Costa tem coragem de a dizer.