José Carlos Alexandrino levou responsável da Gestão do Município à reunião da CMOH para explicar enigma de 381 mil euros que ninguém esclareceu na última AM

O presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, aproveitou a última reunião pública da Câmara para esclarecer a polémica levantada por António Lopes, na última Assembleia Municipal, sobre a diferença dos números expressos nos documentos de informação sobre a situação financeira do município. Estes, recorde-se, apresentavam uma alegada redução de cerca de 381 mil euros no total de disponibilidades entre 31 de Janeiro a de 31 de Março. O esclarecimento ficou a cargo, segundo a Rádio Boa Nova, do director do Departamento e Gestão do Município e João Mendes, segundo aquela rádio, confirmou a correcção das contas (746.833,84 euros em disponibilidades à data de 31 de Março) , explicando que “o desaparecimento” referido por António Lopes teve a ver com o facto do eleito “não usar o mesmo período temporal para o apuramento do referido saldo da receita”.

Na Assembleia Municipal, de 30 de Abril, porém, ninguém do executivo, conseguiu explicar a razão da diferença, numa reunião em que estava em cima da mesa a aprovação das contas. O eleito Luís Lagos, do CDS-PP, ainda questionou se essa verba não teria a ver com a verba do PRODER, tendo mesmo brincado com a situação. “É lamentável que seja um deputado do CDS a tentar explicar isto, mas o PS não é bom em contas”, disse o elemento do Partido Popular. Essa possibilidade, contudo, foi afastada pelo funcionário da autarquia Francisco Rodrigues que José Carlos Alexandrino chamou para tentar fazer luz sobre o problema, mas sem também ter conseguido uma justificação cabal.

Na última reunião da Assembleia Municipal, realizada a 30 de Abril, recorde-se, António Lopes, pediu que lhe fossem explicados os números. O que ninguém conseguiu, tendo José Carlos Alexandrino remetido os esclarecimentos para a próxima assembleia. O eleito e anterior presidente da AM admitiu que haveria uma explicação, mas que deveria deveria estar alguém responsável e com conhecimento o fazer. Mas não havia ninguém.

José Carlos Alexandrino, na reunião de Câmara, ainda segundo a rádio, criticou aqueles que, no seu entender, “inventam números” para numa estratégia de “ confundir, baralhar e aldrabar”. José Carlos Alexandrino, segundo a Rádio Boa Nova disse também, não ser “parecido” com “essa gente”, com “comportamentos miseráveis”. Mas na Assembleia Municipal e, depois de José Carlos Alexandrino, ter dado a entender que se estavam a levantar suspeições, tendo mesmo dito que nunca tinha sido condenado pela justiça, António Lopes lembrou-lhe que não era disso que se tratava. “O senhor presidente da Câmara leva para a desconfiança, aquilo que eu chamo de incompetência. Lá sabe porque reage assim. O que eu disse é que há incompetência e muita. Se o senhor presidente não me sabe explicar esta diferença, como é que vou aprovar as contas?”, questionou António Lopes. A explicação surgiu agora pela voz de João Mendes e tudo terá a ver com o período temporal.

 

LEIA TAMBÉM

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …

O “Ciclone de Fogo” varreu aquela noite que o foi de (quase) todos os medos… Autor: João Dinis, Jano

Naquela noite de (quase) todos os Fogos e de (quase) todos os medos, morreu Gente …

  • Politicalex

    Que raio de desculpa mais estafada..! Alguém acredita.neste “espaço temporal”? Mas que espaço temporal é esse, qual a influência ou incidência nos números? Vê-se bem que ficaram com as calças nas mãos..! Então e os números que estão nas actas, da EXPOH, todos diferentes conforme o vereador que os apresentou, qual é o problema? Está nas actas.Qual foi o número que ficou nas contas da Câmara?Qual é o certo? As contas da água estão em actas da Câmara e da Assembleia mais de dez números diferentes para a mesma coisa.no caso o deficite. Qual é o número certo? É o AL que mente ou é a Câmara que não sabe nem ler o que escreve? Os números andam aí, publicados.Somos todos burros? São actas da Câmara não é a conversa do António Lopes, que tem tido o trabalho de os divulgar. Nós sabemos ler Senhor Presidente da Câmara. Vá ler as actas das reuniões a que o Senhor preside veja as bocas que lá manda.O Senhor é que diz os números diferentes conforme o dia, a hora, e o local em que está…Explique-se homem..!

  • Dr. Lacrau

    Esta é das melhores. Então depois de aprovadas pela câmara e pela assembleia municipal é que as contas da câmara vão a outra sessão de câmara para aí serem explicadas a quem já as aprovou antes ? Mas que monte de incompetentes ! Depois das contas serem aprovadas não interessa explicá-las dessa forma. Interessa submetê-las a uma auditoria externa.caso apareçam coisas inexplicáveis. Por exemplo, nas receitas aparecem por lá umas verbas com designação Continente e tão só. Somos capazes de presumir o porquê. Mas sem explicação imediata no próprio documento das contas, também podemos presumir que o Continente anda a subsidiar a Câmara depois da condecoração do Belmiro.

  • António Lopes

    Numa atitude que começa a ser recorrente,o Senhor Presidente da Câmara,José Carlos Alexandrino Mendes,é um “homem de coragem”, quando se trata de justificar a sua incompetência,com ataques pessoais aos seus adversários, num espaço onde todos se calam e os visados não lhe podem responder.Na última Assembleia Municipal, o Senhor Presidente da Assembleia(em exercício) pediu ao Sr.Presidente da Câmara para não me responder no mesmo tom e com “elevação” às minhas acusações de falta de carácter, por o Sr.Presidente atacar as pessoas quando e onde não se podem defender. Respondi a ambos, que fazia os meus ataques mas na presença dos próprios, para se poderem defender.Só que, lá, onde pode e deve, o Senhor Presidente da Câmara não responde.Nem aos ataques pessoais nem aos seus deveres de presidente da Câmara.E diz que eu faço “números”. Não faço.Debato com frontalidade.Na Assembleia de Fevereiro, o Sr. presidente levou os números da água.Mas era para distribuir lá.Para não haver tempo para análise, estudo e contradição.Ameacei que impugnava a Assembleia, mandaram-mos dois dias antes.Provei, nessa assembleia que os números estão errados.MUITO ERRADOS. Com a lealdade que jurei na tomada de posse, pedi por três vezes para se fazer uma comissão e estudar os números Nada.Já provei e provo, que o aumento é muito superior ao anunciado, discutido e aprovado na AM de 28 de Dezembro de 2013.Desafio o Senhor Presidente a discutir publicamente o que afirmo.COM NÙMEROS, de matemática, não de “circo”.! O que está anunciado nas actas e as facturas que me enviaram tem uma diferença de 238 mil euros.Os documentos são da Câmara , não são meus.

    Quanto aos 281 mil que denunciei na última Assembleia.deixo os documentos publicados para que os Munícipes os possam analisar.O que eu leio é que, em 31 de Janeiro havia 1, 054 997,04 euros em disponibilidade.O que leio é que no período de 31-1 a 31-3 se receberam 2 936 975,85 e se gastaram 2 864 107,52.Ora, se se gastou menos do que se recebeu, a disponibilidade só pode aumentar.Falam-me em “espaço temporal”.Qual? Não estão aqui, as datas sequenciais? Janeiro Fevereiro 31 de Março..! Será ignorância minha? Admito.Demonstrem-ma. A minha humildade permite-me pedir desculpa, mesmo pela minha ignorância.Do que sei de uma folha de caixa, é disso que se trata, é o que os documentos demonstram.Para mim tinha que haver uma disponibilidade em 31 de Março de 1 127 865 ,37 euros.Diz-se que é de 746 833,94..! As contas e as duvidas fazem-se e explicam-se.Ofensas à minha pessoa podem fazer as que quiserem.Eu, não vou por aí, até porque, o mandato que tenho, é para zelar e pugnar pela boa gestão do Concelho.Foi esse o compromisso que assumi e tudo farei para cumprir.Sugiro que, em vez de me ofenderem me esclareçam mas com números e Português que eu e os munícipes compreendam.O resto, disse e mantenho, é incompetência.Se o Senhor Presidente da Câmara acha que é suspeita, lá terá as suas razões para o juízo formado.

  • João Paulo Albuquerque

    O Sr Presidente da Câmara anda em horas de amargura e de cabeça perdida, dá-lhe
    agora para chamar “acertos de contas” às explicações dadas pelo Dr João Nunes a
    pessoas que não lhas pediram. Sr Presidente, o Dr Nunes devia ter estado na
    passada AM, e lá ter explicado a quem de direito, os esclarecimentos por lá pedidos, mas explicando bem, pois no jornal onde o Sr Presidente palra e manda, a explicação
    foi esta: “Segundo a informação do Departamento de Administração e Finanças do
    Município o valor referido nesta rubrica, ou seja 746,833 mil euros, “está correto e corresponde efetivamente ao total de disponibilidades do Município à data de 31 de março de 2015”, pelo que, conclui que “a forma usada na Assembleia Municipal para pôr em causa a fiabilidade dos números constantes na informação sobre a situação financeira do Município reportada a 31 de março de 2015 enferma de erro de utilização”, confirmando-se assim “a exatidão dos valor constante na rubrica «Resumo Diário de Tesouraria”, que reflete as operações orçamentais e de tesouraria nesse período.”
    Comande lá a coisa de outra maneira. É que assim ninguém percebe a explicação, levando a pensar que efectivamente há marosca nas contas. E diga à comandada, que não falte às Assembleias Municipais, para podermos ler na voz autárquica os dislates da edilidade.
    Sr Presidente, os acertos de contas, fazem-se com a apresentação e aprovação das mesmas referentes à água, às Expoh’s, às festas de queijos, abóboras e requeijões, e muitas outras et ceteras que continuamos sem conhecer.
    Como as pode acertar sem as apresentar? Só nessa cabecinha de alho chocho.

    JPA

    • respeitoaoproximo

      Muito bem, que comande como deve ser e deixe de ser um má língua,invejosa e mentiroso.Fica sempre mal na fotografia e ainda não deu conta.Aprenda com quem sabe e deixe de tratar mal quem não deve,olhe para o seu umbigo e da sua gente e terá muito que ver,pois não são santinhos.

  • António Lopes

    Da minha parte, não vou fazer propaganda a certas formas de jornalismo pois, como sui dizer-se: “Só Deus sabe o abismo que anda dentro de cada um de nós”. A vida está difícil e é preciso sobreviver..! Tivesse o Senhor presidente da Câmara a preocupação de rigor demonstrada pelo signatário, tivesse o senhor presidente da Câmara a noção das suas responsabilidades e, outra e mais profícua discussão seria a nossa.Os Munícipes ganhavam e o Concelho agradecia. Os pretensos apoucamentos com que me tentam atingir, mais não são que louvores e estímulos para continuar o meu trabalho e honrar os compromissos que assumi com os Oliveirenses.De cidadão exemplar “com um coração do tamanho das 21 freguesias” e de “merecedor de uma estátua”, passei, no espaço de uma ano,ao principal arruaceiro, intriguista e incivilizado do Concelho.Do condenado(cidadão exemplar) que já o era três anos antes de entrar na equipa, só agora se lembraram dessa “terrivel nódoa”..! Porquê? Passo a vida a levantar “suspeições e ofensas” à dignidade dos nossos governantes Municipais, com especial destaque ao Senhor Presidente José Carlos Alexandrino Mendes. Pergunto: Sou eu que ofendo, crio a suspeita cito a incompetência, ou é o executivo e o Senhor presidente que se põem a jeito e dão aso? Afinal sou isso tudo que me acusam, ou sou um autarca probo e diligente, preocupado com o bom desempenho do mandato que me foi confiado?
    É ou não é verdade que existe o número de 18 395,97 euros como sendo o deficite da Expoh 2014, anunciado pela Vereadora Graça Silva, na reunião da Câmara em 30 de Outubro de 2014, ponto2.3.5A? É ou não verdade que, nesse mesmo dia e reunião, o Sr.Vice- Presidente Francisco Rolo, disse que o “investimento do Município” na Expo tinha sido os citados 18 395 ,97 anunciados, mais 32 287,25, totalizando 50 683,22 euros? Ponto 2.7.2 da mesma acta e dia.No dia 9 de Fevereiro de 2015, o Sr Presidente, em resposta a um pedido de esclarecimento, disse-me que o investimento foi de 53 294 64 euros!!! Afinal é suspeita ou é incompetência? Qual é o numero verdadeiro e qual é o numero que ficou nas contas, contabilidade oficial da Câmara? Deve um eleito, perante estes números, ficar quieto e não questionar? É isso que os Oliveirenses esperam de mim? Isto é ofender ou é cumprir o dever? Devemos estar descansados perante esta triste realidade?

    Em 5 de Fevereiro deste ano, ver acta da CM desse dia, afirmou o Sr.Presidente que a factura paga à Aguas do Zêzere e Côa, em 2014, foi 1 787 000 00 euros.Pedi as facturas dos fornecimentos e , a mesma Câmara que disse o número anterior, em reunião do órgão, manda-me as facturas que totalizam 1547 673 ,14 euros que acrescidos do IVA, que não é custo, somam 1 640 533,53 euros? Perante isto que devo eu fazer? Calar-me? Eu lanço suspeitas ou a Câmara é incompetente e esconde a verdade? Há uma diferença de 239 327,86 euros.! Não é legitimo perguntar o que lhes aconteceu?Se me dizem que pagaram 1 787 000 00 e as facturas dizem que foram 1 547 673 14, que devo eu pensar? Isto abona a Câmara? Enquanto anda preocupado em denegrir a minha imagem, o que meto dentro de um papo seco, bebo uma mini e serve de lanche, porque não se preocupa o Senhor Presidente em defender a idoneidade da Câmara? Para o déficite dos serviços de fornecimento de água e tratamento de esgotos e resíduos sólidos, o Senhor Presidente disse-nos 4 números diferentes.1 400 000 00, 1 450 000 00, 1 101 991 000 e 1 000 521 00 euros!!! Qual é o número certo Senhor Presidente..?Estou a pedir muito..? Estes números estão publicados em documentos da Câmara.Suspeitas do António Lopes ou incompetência do executivo camarário e do seu presidente? Podem os Oliveirenses estar descansados com este rol de trapalhadas? Naturalmente eu compreendo o seu nervosismo e a sua necessidade de me denegrir.Só que, os números são estes e foi o senhor que os disse e publicou.Se isto são contas certas, imagino o que seriam contas erradas..! Andei a recomendá-lo como bom.. Já viu o meu embaraço? Também é a minha imagem que está em causa. Afinal, fui eu que o recomendei..!E não sou de fugir às responsabilidades..! Manifestamente o Senhor Presidente não tem idoneidade moral para o exercício do cargo.Não tem conhecimentos técnicos nem dedicação para o exercício do mesmo.Eu, no seu lugar, honrava a profissão de professor a não andava por aí a denegrir as pessoas pelas costas.Pelo menos mandava apurar os números certos e mandava publicar a última versão.Se o não fizer, naturalmente, tenho que os enviar ao Ministério Publico,Aliás, já enviei.
    Quanto ao endividamento da Câmara, com cartaz. disse o Sr.Presidente que herdou uma dívida de 7 500 000 00 euros,na Assembleia de 13 de Fevereiro passado.Na última apresentou as contas e na página 38 do relatório de gestão, publicou um mapa onde diz que, a dívida, em 2009 era no montante de 5 084 877 43 euros!!! Afinal qual era a dívida? De facto era ainda menos 1 538 000 como lhe disse Mário Alves, na sua presença, na reunião de Câmara, e que o Senhor não contestou.Afinal são suspeitas do António Lopes ou é incompetência e malvadez do Sr.Presidente da Câmara.Os documento são da Câmara.Eu, não digo nada.Só leio e interpreto os números.Diga lá mal de mim mas, que diabo, acabe com esta vergonha de não ser capaz de dizer o mesmo número duas vezes.É pedir muito? Como lhe disse na AM este é um Município com 22 mil habitantes, não é a tasca da esquina..! Tenha paciência.Enquanto não os acertar e me esclarecer, de forma a que eu perceba, como lhe disse, “não lhe largo as canelas”. E continuo a afirmar que o aumento da água foram 700 mil euros, contra os 400 mil que anunciou e foi autorizado.Se for capaz desminta-me?Com números..!Não pedi uma reunião para isso? negou-se porquê..? Foi isto que andámos, de “braço dado” a prometer aos Oliveirenses? Lembra-se que eu pedia confiança para me exigirem responsabilidade? Que raio de responsabilidade é esta? Cá estou.Prove que estou enganado.Prove que isto é mentira.Prove que isto é trica.Tenha presente que falo pelos seus números.E , contra factos…

  • Adjunto de ordens

    Agora o DR.João Mendes é que tem que ir tapar o buraco? Só que, Dr.João Mendes. a sua explicação é muito pobrezinha. Eu percebo que não seja fácil só que sabe bem que isto, não fica assim. Acha que o António Lopes se fica com essa explicação? Nem eu…

    • O que temos que aturar

      Qual explicação??? Não se percebe nada. São contas de trazer por casa… São contas à Alexandrino.
      Sr presidente, vá lá treinar os miúdos do futsal da sua terra, você não tem cabeça para isto. Vá lá fazer umas patuscadas, ponha o “gravatas” e “fazfrio” a fazer o tacho, que para isso é que você tem jeito.
      Alex, tu nem para peniqueiro lá nos hospitais de Lisboa tens jeito, quanto mais para gerires uma autarquia!!! Faz de conta que vais fazer xixi, e desaparece…

  • PROSOPON

    Anda por aqui o proprietário deste jornal a lutar contra a maré . Pouca sorte !
    Quando não funciona a justiça, quando este povo se revê em festas , quando envelhece e vê o seu património empobrecer e os filhos a partir . Resta o quê?um dia mais tarde uma casa de férias.
    Os que ainda pensam , os que alertaram, os que avisaram não são certamente os que estão disponíveis . Com democratas e incompetentes com esta galardão não é possível criar emprego, primeiro passo para o desenvolvimento. Vai-se andando a viver as contas de uns subsídios, da descapitalização das empresas , de bons automóveis e boas almoçaradas e de boletins itinerários e facturas de almoços , jantares e hoteis .
    Um novo riquismo com mentalidade analfabeta , mas com êxito numa populaça sem objectivos . SR. AL quando vir gente a denunciar estes “incompetentes” acredite. De resto continue a pregar . Até o PSD e CDS andam na mesmo veículo de interesses . Tudo a pertencer à mesma farinha triga .

  • Ajudante de contas

    Ajudante de contas
    Se ajudar segue um pequeno mapa.

  • Futuro Radioso

    Conclusão a tirar: O tempo “come” o dinheiro..! É verdade. a inflação encarrega-se disso..! Isto é um gozo…E qual é o fenómeno que aconteceu com as contas da EXPOH e com as contas da água..? Alguém explica..?

  • Politicalex

    Na vida, às vezes, custa a aceitar certas verdades.Em 2005 alguns PSs locais já acreditavam no Alex, para presidente da Câmara. Alguém sondou ou propôs o nome dele, ao então presidente da Federação Vitor Batista. O Senhor terá dito: “Não brinquem comigo.Esse senhor é um burgesso rural”..! Às vezes temos que nos render às evidências.Vitor Batista é , hoje, um meio emprateleirado. Mas que teve razão antes de tempo, teve.Tenho que dar a mão à palmatória…

    • Por onde anda o meu PS

      O meu camarada Vitor Batista estava muito adiantado para o seu tempo, pois estava cheio de razão. Ainda me lembro de ele perguntar no jantar de encerramento que o Lopes pagou em Nogueira: “-Por onde andava este homem que ninguém conhecia.”
      Poie é verdade, continua o mesmo saloio pacóvio, mas agora distribui beijinhos ás velhas e ás crianças.

      • Anda mal, muito mal

        Distribui sorrisos e beijinhos, mas não dá rego direito nas contas.
        As contas mudam de resultado conforme o tempo, se chove têm um valor, se faz sol têm outro, com nevoeiro, outro.
        Contas é com estes socialistas, parece que na Lageosa houve alguém que deu a ideia de contarem pelos dedos para não se enganarem.

  • António Lopes

    Só agora li, na Boa Nova, que o senhor presidente esclareceu, na reunião de Câmara as falhas de Tesouraria que levantei na última AM. Eu pergunto: Mas esclareceu a quem? Afinal quem foi que colocou a questão e quer ser esclarecido?Afinal qual é o respeito pelos eleitos na Assembleia Municipal? Então, eu é que tenho dúvidas e vai esclarecer quem não lhas coloca? Nesse espaço temporal de que sefala, o dinheiro foi utilizado onde e para quê? Em qualquer lado, até em nossas casa, se temos uma quantidade de dinheiro e o gastamos, é de esperar que se saiba onde. Sendo uma instituição pública onde tem uma série de procedimentos para cumprir para fazer um pagamento, é de esperar que alguém diga: Olhe, no dia 31 de Janeiro havia um milhão e cinquenta e quatro mil.Nos meses de Fevereiro e Março, recebemos tanto, no caso dois milhões novecentos e trinta e seis e gastámos dois milhões e oitocentos e sessenta e quatro mil..Sobraram setenta e dois mil, que juntos ao milhão e cinquenta e quatro dá um milhão cento e dezasseis. Se assim não é, digam como foi.Que raio de treta é essa do espaço temporal? O tempo também gasta dinheiro..? Somos todos anjinhos..? Ou isto é quem fala mais alto e ofende mais..?