inauguração EXPOH

José Carlos Alexandrino pretende uma EXPOH com outra ambição no futuro

A EXPOH (Feira Regional de Oliveira do Hospital) não é a exposição que o presidente da autarquia daquela cidade gostaria. O autarca repetiu essa ideia ontem na modesta cerimónia de inauguração da sexta edição do certame que se prolonga até domingo. José Carlos Alexandrino sonha com uma iniciativa com outras dimensões, um maior investimento e a deslocalização para um novo espaço. Um local onde, por exemplo, a indústria do vestuário possa estar representada. Prometeu, desde já, que a nova versão da feira começará já a ser repensada na próxima semana e em análise estará uma data definitiva para a iniciativa e um novo espaço.

“Esta exposição está muito condicionada pelo espaço físico. É um problema para o qual ainda não conseguimos ultrapassar. Este [Parque do Mandanelho] é bom para concertos, mas não para uma feira. Se queremos ter mais ambição terá de ser deslocalizada. Esta EXPOH é organizada, mas gostávamos de ir mais além”, explicou José Carlos Alexandrino, que lembrando que uma das indústrias mais representativas do concelho, a têxtil, não pode estar pressente, precisamente por falta de acomodações condignas.

“Para ter aqui esse sector precisávamos de um pavilhão próprio para as empresas mostrarem os seus produtos aos clientes internacionais”, referiu, colocando desde logo a utilização do pavilhão multiúsos como novo palco. “O melhor espaço é o recinto da feira. Mas é uma ideia muito mais cara e estamos em período de contenção. A nossa política é realista, mas acreditamos que somos capazes de desafiar o futuro”, disse, alertando que não permite com isto concorrer com outras feiras da região. “São carros diferentes e nós corremos com os carros que temos”, rematou.

LEIA TAMBÉM

Silêncio do Governo sobre IC6 no lançamento da requalificação do IP3 deixa José Carlos Alexandrino desagradado

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do hospital mostrou-se “bastante desagradado” com o Governo, …

CTT oferecem veículos a bombeiros de Oliveira do Hospital e de Castelo Branco

Os CTT – Correios de Portugal doaram dois veículos às corporações de bombeiros de Oliveira …

  • Guerra Junqueiro

    Nunca foi uma Expo, pois nunca houve exposições. Nunca passou de um recinto de festas onde vão abanar o esqueleto umas horas por ano todos os anos, enfim um falhanço completo que nos saiu muito caro. E agora lá tenta voltar a ser uma Ficacol, sabemos que com esta gente nunca lá chega, pois nem sabem quanto gastam.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

  • Adjunto de ordens

    Pois…uma coisa, assim como a feira do queijo,em que o podre fica ao lado do certificado…”Quem te manda sapateiro agarrares-te ao rabecão”..?