José Carlos Alexandrino promete que se o ministério da Saúde não criar soluções a autarquia tomará medidas para salvaguardar munícipes

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital é um homem que aparenta uma forte preocupação com o estado da saúde que atravessa o concelho. Não se conforma com a falta de médicos e garante que se o Governo não reabrir as negociações para o “seu projecto revolucionário de saúde” a própria autarquia tomará medidas para que os oliveirenses tenham melhores cuidados. Em causa, diz, está, a dignidade daquela cidade, daí ter enfatizado, e rodeado de elementos da CDU e do CDS e com o apoio dos vários presidentes de junta, que esta manifestação foi suprapartidária. “Em causa está a dignidade da cidade e não propaganda de qualquer força partidária. “A única bandeira que aceitei aqui foi a de Oliveira do Hospital. Diziam que vinham candidatos a deputados. Ninguém os viu por cá, porque eles têm tratado muito mal Oliveira do Hospital”, explicou o autarca, enfatizando que é um homem que “gosta de criar pontes de diálogo”.

“Espero que na área da saúde ainda seja possível, porque no que respeita aos acessos rodoviários nesta legislatura já não é possível. Quando apresentei o nosso projecto de saúde o secretário de Estado ficou agradado e disse mesmo que ia gastar menos dinheiro que aquele que gasta actualmente, mas alguém lhe colocou um travão, dizendo-lhe que aqui estava um homem forte e que era melhor não fazer nada agora. Mas ainda está a tempo”, disse, lembrando que no que respeita aos acessos rodoviários este foi um sério aviso para qualquer que seja o próximo Governo. “A dignidade de Oliveira do Hospital sobrepôs-se aos valores partidários”, concluiu.

A líder pelo Movimento Dos Cidadãos Pela Saúde, um movimento embrionário, referiu que esta é uma luta que está no início e apelou a que os oliveirenses se unam para a fortalecer e lhe dar continuidade. “Tem de continuar até que seja encontrada uma solução”, apelou. O presidente da Junta de Travanca de Lagos, por seu lado, referiu que as autarquias se uniram ao processo porque conhecem as dificuldades das suas populações. Negam-lhes direitos básicos e acessos rodoviários condignos que lhes permitiriam chegar rapidamente aos hospitais centrais e nestas coisas um minuto pode fazer toda a diferença”, afirmou, vincando que ninguém vergará as pessoas de Oliveira do Hospital. “O poder central está a contribuir para a desertificação do interior, mas nós gostamos de cá viver e queremos canais de comunicação”, rematou.

A CDU, mesmo sem qualquer eleito municipal, também se fez representar por João Dinis e para dizer que a saúde é um direito que o Governo está a transformar num negócio. “Quem tem dinheiro tem acesso, quem não tem morre lentamente”, afirmou João Dinis, perante os aplausos dos presentes. Até mesmo, Luís Lagos eleito pelo CDS-PP fez questão de se unir aos discursos e para dizer que estava ali não contra o actual Governo, mas contra os governos dos últimos 30 anos.  “Estamos juntos na luta por Oliveira do Hospital”, concluiu.

LEIA TAMBÉM

Um morto e dois feridos em acidente em Viseu

Uma colisão entre dois veículos ligeiros hoje de manhã, em Sátão, distrito de Viseu, provocou …

ANCOSE ajuda a salvar queijo Serra da Estrela com reforço dos rebanhos

A Associação Nacional de Criadores de Ovinos Serra da Estrela (ANCOSE) reforçou os rebanhos dos …

  • Adjunto de ordens

    “Dizendo-lhe que aqui estava um homem forte”!!! Só se for na parvoice..! Senhor Presidente: O senhor não tem espelhos lá em casa? Quando olha para eles gosta do que eles reflectem? Se a resposta for sim,só posso ter pena do Senhor..! Suprapartidária e acaba o comício com cem pessoas..? Não se cuide não..! Leu bem as aulas que o António Lopes lhe tem dado, estes dias ..? Fez.-lhe muita falta ontem, não fez? Lembra-se do almoço de Nogueira? Em 24 horas, transformou 180 em mais de três mil…Com ele, esta manifestação, não podia ter menos de 25% do Concelho. e ele não lhe disse, ontem, que isto não é para quem quer, que é para quem sabe..? O Senhor, ontem conseguiu reunir uma céntesima da população do Concelho.É assim que se mostra a indignação? Nunca lhe ensinaram que, para levar porrada se fica em casa..? Com favor, no melhor momento, teve 300 pessoas. Politicamente, o senhor já foi. O resto é egocentrismo..! Pobre!!! Com uma agravante: Como fica o Concelho e a resolução dos seus problemas , agora, que queimou os “cartuchos” todos.. ? Consegue explicar..? O Senhor, de bola, e pouco…DEMITA_SE. SÓ PREJUDICA O CONCELHO!!! AINDA NÃO DESCOBRIU?

    • Conta Carros

      Ó Lopes, deixa-te disso, aquilo estava cheio de gente e de carros,
      pergunta ao Manel de Celorico!
      Anda lá, não sejas tão gabarolas, organiza lá uma para a gente ver !!!
      Ficas-te ciumento, o Homem encostou-te, mais uma vez, estás roído de inveja 🙂
      Aqui nas teclas é que és um organizador valente 🙂

      • António Lopes

        Mas, as fotos são de outra manifestação..? Eu passei e fiz- me notado. Duzentos é favor..! SEndo assim os ICs e os médicos devem estar aí, amanhã…Com éssa força toda…

      • Vai bonita a marcha

        Tem razão conta carros aquilo foi uma coisa incomensurável. Desejo do fundo do coração que o presidente mantenha este nível de sucesso, pois esta aqui, está a marchar.

  • Estão em pedaços

    Se tivesse a minha saúde nas mão do anormal do Alex, fugia.
    Graças a Deus o governo está a fazer um trabalho exemplar.

  • Ricardo

    Alex tens jeito para isto! Se o Hugo Cardinali te descobre…

  • António Lopes

    Com o milhão da bola e afins, mais os quinhentos mil das festas,podia até, haver clinicas de luxo,Não se resolve porquê? O que me faz interrogar profundamente é onde estavam os treze mil que não têm médico de família..! Vi lá uns duzentos, constou-me que quando falou o meu “sucessor” já eram só cem.Se estivessem assim tão preocupados não estavam lá a defender os seus interesses? Ou será que viram muito folclore e pouca solução..?

    • Sê Homem, sê inteiro

      O seu sucessor falou? E não tinha uma lágrima no canto do olho?
      Foi então o “canto do cisne”. Ao que chegaram.

  • Lunetas

    E mesmo para terem duzentos ainda foi com a ajuda do CDS e CDU!!!

  • António Lopes

    Para acabar a discussão, depois desta “maravilhosa” ,”extraordinária” e muito “participada” jornada de luta, qual é o prazo que tenho que esperar para ver os bons resultados dela..?
    Quem , entre os patrocinadores,me responde?

    • Eleitor

      Será uma prazo certamente menor do que aquele que lhe é concedido para dar uma ideia válida para Oliveira do Hospital.
      Mas afina foi eleito para contar manifestantes ou para dar ideias e arranjar soluções para os Oliveirenses?

      • João Paulo Albuquerque

        Na sua terra, o Sr Presidente da câmara há muitos anos teve a ideia de construir a sede da “Casa do Povo”, estão aí as ruínas por acabar e que já deviam ter sido demolidas, o que ficou foi um mausoléu de problemas. Quando chegou à câmara tinha prometido e mostrou um projecto que custou dinheiro nosso para transformar a porcaria que fez num centro de saúde. Já lá vão perto de sete anos e as ruínas estão mais degradadas.
        Se queria mesmo fazer alguma coisa pela saúde, aplicava o dinheiro que gastou naquela manifestação sem nexo a cumprir a promessa que fez aos Ervedalenses.
        Já estamos habituados ás suas mentiras, e já nem contamos que acabe os passeios que começou.

        • Peniqueiro

          É que na tua terra, ligam-te uma importância como à 1ª camisa que vestiste!!
          És um triste lírico, como se tivesses alguma importância, ou prestasses para alguma coisa!

          • Desiludido

            Quem é o burro que assim fala de quem melhor escreve neste jornal,deve ser o da cambra,que é asno todos os dias.

          • Marcha

            Quem bate, assim, levemente,
            com tão estranha leveza,
            que mal se ouve, mal se sente?
            Não é chuva, nem é gente,
            nem é vento com certeza.

            Fui ver. Era a “marcha lenta”

          • Peniqueiro e residente

            O engraçada é que foi um presidente da câmara do Ervedal que arranjou dinheiro do estado para as obras da FAAD. Já este, nada faz pela saúde.

        • Nunca prestou

          Ele nem as silvas da casa onde nasceu manda tirar, o que é que pretendem que ele faça? Não faz nada para além de organizar umas festas.

  • Luneta

    Anda um “boato” na cidade de que, mais dia menos dia há “olhos negros” lá prá banda dos “Xuxas”…Finalmente começaram a perceber que o Alex só se vê a ele..! E como estas são legislativas..! Mas, não liguem… é “boato”…

  • antivirus

    “A dignidade de Oliveira do Hospital sobrepôs-se aos valores partidários”
    Com que fins ? porquê nesta altura ?Este Executivo não tem cor politica, ou perderam-na -PS-? Vejamos : A CDU fez-se representar por João Dinis e para
    dizer que a saúde é um direito que o Governo está a transformar num negócio. Mas em que ficamos ? Foi como autarca da CDU, como elemento da direcção da CDU ou foi em outra qualquer qualidade que este ex- professor do ensino básico ,funcionário pago pelo PCP e da estrutura sindical na Confederação Nacional de
    Agricultores-CNA- de que é presidente ? Em que ficamos Sr. Jano ? Encostamos de novo ao poder conforme foi feito com o seu camarada João Abreu de Meruge quando o professor de trabalhos manuais , Mário Alves do PSD foi Presidente da Câmara ? Depois aparece um ex- colaborador ligado a um ex deputado europeu do CDS ,que recentemente abandonou o partido , Luís Lagos, que é industrial
    da área dos queijos , e que colocou a sua empresa em Paranhos-Seia , que tem assento da Fundação Aurélio Amaro Dinis( Organismo cuja Direcção é indicada pela Câmara), enquanto eleito pelo CDS-PP que fez questão de se unir aos discursos e para dizer que estava ali não contra o actual Governo, mas contra os governos dos
    últimos 30 anos. Há cada afirmação ! Parece sensato que se exiga a toda esta
    gente que anda na politica local mais coerência , mais equilibrio e cuidado com
    o que se diz e acima de tudo não pensar em voos para os quais além de demonstrar pouca adesão ao interesse público,demonstram não estar preparados para o exercer. É evidente que perante tudo isto fica demonstrado que ninguém
    estava ali por Oliveira do Hospital,estavam era por interesses ou pessoais, de grupo, partidários , de agenda eleitoral e de estratégia para um futuro que não deveriam intervir e muitos ,coitados, a fazer um favor ou a pagar um favor para ali estarem .O Presidente da Câmara até já disse que sobre estradas fosse qual fosse o governo iria intervir. Sabe-se a “pedra no sapato “sobre António Costa . Que fez então nestes 6 anos . O Seu Adjunto Artur Abreu e o empresário Fernando Tavares Pereira , não criaram um movimento para os ICs ? qual foi o resultado? Convém relembrar a candidatura de 2009 do actual Presidente da Camara e sua equipa até para que se aplique a frase que a então a JS em 2009 dizia em SER ESSENCIAL QUE AS PESSOAS SE RECORDEM DAS PROMESSAS , então agora aplicando-o vamos ver apenas 5 desta Câmara , mas que podiam ser 98% ou seja de obra prometidas,em que nada fizeram e o que fizeram é mau. Lembrem-se : 1- O cartaz na entrada da cidade sobre o IC6, nada; 2-Sobre os ParquesTecnológicos com uma estrutura montada pela Câmara, nada; 3-Sobre as novas instalações da ESTGOH, nada.; 4-Sobre a criação do complexo desportivo Municipal, nada; 5-Sobre a carta Cultural e Desportiva e de Gestão dos espaços culturais património do Municipio, nada . Lembrem-se agora de alguns slogans do actual Presidente Alexandrino e da sua equipa: SABER SER, SABER ESTAR E FAZER BEM ;UMA NOVA MENTALIDADE E UM NOVO DINAMISMO ; CANDIDATURA DA ESPERANÇA : MUDAR PARA FAZER BEM ; PRECISAMOS DE UM NOVO RUMO . Depois destes 6 anos e de nada ter sido feito, projectado ou realizado com uma estratégia de desenvolvimento , vê-se que não se passou de promessas , mostraram-se e mostram total inabilidade e incapacidade para gerir um concelho , passou-se a mentiras continuas no tempo para enganar .Este mimo final é então delirante : Dizia o então elemento da JS e actual membro da equipa da Câmara , João Ramalhete que a a SOLUÇÃO PASSA POR DERROTAR ESSE SENHOR QUE COMANDA OS DESTINOS DO NOSSO CONCELHO ,HÁ DEMASIADO TEMPO E ELEGER ALGUÉM COM VISÃO E COM PROJECTO DE FUTURO . ESTA POLITICA DO QUEM MANDA AQUI SOU EU NÃO
    PODE CONTINUAR . E agora como estamos ? Igual com figurantes diferentes mas igualmente idênticos nas suas competências porque utilizam os sorrisos pela frente, as necessidades e criam dependências, cobrando de seguida . Resta então agora em 2015 desabafar como o Vereador Ramalhete fez em 2009 em que utilizava José Mário Branco – QUAL É A TUA OU MEU ? ANDARES A DIZER QUE QUEM MANDA AQUI SOU EU , QUAL É A TUA OU MEU , NESSE PEDITÓRIO O PESSOAL JÁ DEU .Aproxima-se a semana da grande festança e dos comes e bebes .O concelho é o concelho do distrito que MENOS CRESCE ENTRE O MAR E A SERRA ,mas também com uma oposição como as pessoas que tem, que existe e está à vista, até ao momento , o melhor é esquecer e continuar a participar nas festas, almoçaradas, jantaradas, sorrisos e bater nas costas, se possível à borla.

    • Desiludido

      Bolas isto é falar!.Está muito bem informado e documentado.Todos os Oliveirenses deviam saber de tudo isto e de afirmações que se fizeram e se engoliram. é tempo de abrir os olhos para ver que festas, televisões,comezainas e todo o resto não passam de uma tentativa de enganar o ZÉ Povinho,e de encher o ego do presidente.

      • Adjunto de ordens

        Tudo bem..! Muito bem dito, pensado e reflectido.Quanto a mim, só uma falha. Houve alguém que até acreditou, tentou corrigir, e bateu com a porta.E não desarma.Numa análise destas um tal esquecimento pode ser um estimulo para a malandragem. Em boa verdade há sempre alguém que resiste…

  • antivirus

    Perante um comentário deixo um texto do candidato António Lopes à Assembleia
    Municipal em 2009 .Concerteza dá para começar a entender porque foi destituido pelo PS a seguir à eleiçoes de 2013 onde concorria. Ora leiam :
    A solução está nas nossas mãos. Anima-me a vontade de dar o meu modesto contributo na procura de uma solução que inverta a linha de retrocesso, que dia a dia vem asfixiando o nosso concelho, afastando-o cada vez mais de um desenvolvimento e pujança que já conheceu. A Assembleia Municipal é a casa de democracia por excelência . O debate das ideias , que se quer salutar e frontal tem aqui o palco privilegiado . A este nem permitiram que cumprisse, o PS demitiu-o, de
    forma vergonhosa. Num concelho com gente com dignidade há muito que os que se
    prestaram a este acto mereceriam qualquer cumprimento de um simples bom dia pois só pessoas de má formação se puderam prestar a este papel e todos os dirigentes partidários locais desde 2008, são cúmplices por acção ou omissão.

    Os leitores que quiserem conhecer estes textos tem várias vias e até pode fazer a seguinte experiência :Pedem aos responsáveis políticos locais dos diversos partidos cópias dos manifestos politicos, programas, candidaturas pois não existe qualquer impedimento ou razão para os querer ocultar , dado que nenhum deles veio comunicar da mesma forma ao povo votante que não podia executar o programa, porque a situação alterou-se , por esta ou aquela razão . Não conheço nenhum documento nesse sentido ,portanto há que como a candidatura PS exigia em 2009 ESSENCIAL QUE AS PESSOAS SE RECORDEM DAS PROMESSAS Os Partidos – todos eles ,também concerteza têm os seus arquivos organizados tal como os seus dirigentes e candidatos concerteza que os guardaram , pois não seria credivel que qualquer candidato não tivesse esses documentos,para poder seguir enquanto eleitos para que não se caia na fraude, oportunismo e na mentira. Se os partidos locais os não tiverem , mostram o papel de exemplo sério que dão para a sociedade onde se apresentaram e os candidatos se os não tiverem ,ou não se lembrarem onde os têm, evidenciam como nem sequer sabendo organizar a casa deles podem
    querer gerir a casa do Municipio e dos organismos onde estão colocados . Depois façam o favor de concluir .Escusam é de pedir mais pois vou estar sem internet até ao final do mês. O virus das férias introduziu-se .