José Carlos Alexandrino quer novo mandato para cumprir 150 medidas, entre elas baixar o IMI para o mínimo

José Carlos Alexandrino apresentou ontem no Jardim Oliveira Mano, na presençado ministro do Trabalho, da Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, que representou o Secretário-geral do Partido, oficialmente a candidatura à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. O candidato pelo PS à autarquia, anunciado pelo apresentador de serviço como o Grande Líder, vai levar para estas eleições a mesma equipa que o acompanhou no executivo municipal ainda em funções (José Francisco Rolo, Graça Silva, Nuno Ribeiro, Teresa Dias), saindo apenas João Ramalhete (por vontade própria) para a lista da Assembleia Municipal (AM). A grande mudança passa pela entrada na equipa da ex-ministra, Dulce Pássaro, que irá concorrer ao lugar que foi ocupado por Rodrigues Gonçalves que assumiu a presidência da AM, depois de António Lopes ter vencido nas urnas e ter sido destituído.

Sob o lema “No Caminho certo, continuar a construir o futuro”, José Carlos Alexandrino prometeu à plateia de apoiantes que se deslocou ao local um programa simples de 150 medidas, em 15 áreas diferentes, garantindo que, em caso de vitória, serão integralmente cumpridas, entre elas a descida do IMI para os 0,30 por cento, o mínimo permitido por lei, bem como a ampliação da zona industrial e manter o apoio à BLC3. “Será um programa simples para quer os eleitores nos possam pedir contas. No final do mandato terão de estar todas integralmente cumpridas”, sublinhou o homem que ainda está a liderar o município, voltando a falar numa das suas bandeiras que é o IC6 e para dizer que o Governo tem “o dever moral de o concluir”.

José Carlos Alexandrino referiu ainda que esta candidatura, embora tenha a sua génese no seio do Partido Socialista, é suprapartidária e que o lema é as pessoas são a principal prioridade. “Os interesses do concelho estão sempre acima do PS ou de qualquer outro partido. As pessoas são a nossa prioridade”, rematou o autarca que em 2013 conseguiu um resultado histórico, com um total de 8379 votos traduzidos em seis mandatos no executivo municipal.

A cerimónia serviu ainda para apresentar os cabeças de lista candidatos às Assembleias de Freguesia onde vai apresentar-se a sufrágio: Aldeia das Dez, Alvôco da Várzeas, Avô, Bobadela, Ervedal e Vila Franca da Beira, Lagares da Beira, Lourosa, Meruje, Nogueira do Cravo, Oliveira do Hospital e são Paio de Gramaços, Penalva de Alva e São Sebastião, Santa Ovaia e Vila Pouca da Beira, São Gião, Seixo da Beira e Travanca de Lagos. Os candidatos são praticamente os mesmos da anterior corrida eleitoral, com raras excepções, como no caso da Freguesia do Seixo da Beira em que Carlos Baptista foi substituído por Margarida Claro.

LEIA TAMBÉM

Comentários aos resultados eleitorais em Oliveira do Hospital. Autor: João Dinis, Jano

Grande vitória da CDU na Freguesia de Meruge!  A nível municipal, porém, sai muito ferida …

José Carlos Alexandrino renova mandato e aumenta vantagem em relação a 2013

José Carlos Alexandrino reconquistou a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital pelo PS, mantendo seis …

  • António Lopes

    Conversa do Costume. Mas então, todo o mandato quer eu quer a oposição, especialmente o DR.Luís Lagos insistimos todos os anos para diminuir o IMI e especialmente a taxa de IRS. que é dos poucos Municípios da zona que a cobram.O que falta do ponto de vista financeiro para implementar essas medidas?

    Apoiar a BLC como? Ao abrigo de que lei? O Município, incompreensivelmente, saiu de acionista em favor de privados, e vai continuar a meter dinheiro..?

    Finalmente, o que é lá isso dos Munícipes poderem pedir contas? Oito pareceres da CADA favoráveis.O Cidadão que mais votos teve e em representação de quase oito mil não lhe deram respostas nem prestaram contas, vêm com essa conversa da treta, para quê?

    Se há coisas de que o Senhor Presidente não gosta é de prestar contas.Basta ver nas atas quantas vezes Mário Alves ficou sem resposta. A mim, nem vale a pena bater mais no ceguinho.

    Aquilo a que, em política, se designa de DEMAGOGIA..!

  • Democracia mas pouco…..

    Noticia de ultima hora:

    Baixa de peso nesta eleições autárquicas, o Representante da Juventude Comunista de O Oliveira do Hospital, o sr João Cruz não vais nas listas da CDU o que se estará a passar?

    foi mais um engolido pela barriga de aluguer do PS?

    • Popular

      Aceitam-se sugestões:
      1. A “da não barriga de aluguer”.
      Há 40 anos que o Ps é assim;
      2, O verdadeiro inimigo do PS, é o “não negócio”.
      3. O PS – sempre – negociou negócios!
      4. Pelas demasiadas “fífias” desses negócios, andamos todos a pagar!
      5. O Ps, nunca foi de confiança, para quem anda atento:nem na “geringonça”, que são muitos os lobos, nesse fatal democrático – e paciente devir – que é o dos negócios!
      – …
      – Soares, Guterres, Sampaio, Sócrates…apenas para quem andou, mesmo, muito distraído!
      6.Ah,ah,ah,ah,ah,…e vote-se no Ps.
      7.A esmagadora maioria de votantes, ao longo destes anos, no Ps, apenas viu a sua vida, dia a dia, piorada – Guterres, o fugitivo, pôs-se a andar, que na ONU É que está a dar…e deixou a “tribo” ao deus dará…
      8. E veio Sócrates…com a voragem dos negócios a abarrotar de contas, de empresários e administradores de sucesso, medalhados, a invernar nos calabouços de pouca sensatez do voto.
      8. É natural que os habituais manipuladores regressem aos maus hábitos:
      Populismo, porque não ouvem aquilo que o povo quer, mas sim, por artes mágicas – a do orçamento – impõem ao povo aquilo que ELES QUEREM: NÃO UNEM O POVO, bem pelo contrário, dividem-no ( dissimuladamente) em categorias – e dizem-se democratas,ahahhahaha – e dividem-no na ancestral dúvida: a da sobrevivência!
      O Ps nunca foi um partido de confiança.
      Gere a sua “magistratura de influência” no rescaldo das negociatas…
      (Tempos houve, na Europa, em que se espalhava a ideia de que “Se queres fazer bons negócios em Portugal, fala com o Ps)
      E feitos foram.
      Ao momento, a cambada anti~-geringonça, dentro do Ps, faz-se ouvir.
      Basta ouvir a TSF e ler o ” i”.
      E basta, regressando ao “lar”, conhecer essa velha estratégia de recrutar, na CDU, um dos – poucos – elementos “transviados”.
      9. Seria interessante, isso sim, saber quantos transviados do PPD vieram às listas do Ps..
      10. Acaso já alguém sabe disso?
      11. É táctica maçónica, mais velha que a revolução.
      12. A actual maçonaria, quer em OH, quer em qualquer região do país, já deveria ter sido…pois…”os outros que paguem as contas…
      13.Reafirma-se, que o actual contexto social e político assim o determinam, que :
      – O Ps nunca foi,não é, nem nunca será, um partido de confiança!
      – O Ps , dada a sua natureza de classe, é um partido de negócios;
      – O Ps, dada a sua experiência governativa, sempre abriu – como o PPD – os seus negócios “às bolsas” dos seus correliginários!
      – O Ps sempre foi, é e será, um embuste para aqueles que sempre acreditaram, tão só, na democracia.
      E, eventualmente, acreditando em tal mutação, aquela que dá título a esta notícia, aquilo que esperamos é que, dando de avanço ao populismo versus Ps, cá no concelho,é que os próprios, os do >Ps, se possam ver ao espelho – e não à entrada da caverna, convencidos que a imagem, de sombra, projectada na parede interior, oposta, seja o mundo, real, em que vivem.
      Já se disse, há muito, em contextos muitos diferentes, que o pior, sempre, é acreditar nos campeões que, apenas, sabem ” jogar em casa” – e viva o orçamento da câmara municipal!
      Mais uma vez, parabéns, sr António Lopes!

    • Rui Baião

      A JCP não tem “o representante” em nenhum concelho de portugal continental e ilhas.

      Informe-se! A JCP tem organismo eleito este ano em Encontro Regional, é a Comissão Regional da Organização Regional de Coimbra. Por acaso não tem nenhum elemento afecto ao concelho de Oliveira do Hospital.

  • ATENTO

    Noticia de ultima hora:
    O JVC continua a abusar do dinheiro dos contribuintes para a campanha eleitoral.

    Foi bonito de ver o JVC a acenar ao povo do Concelho na mota da volta a Portugal em bicicleta. Quanto custou esta “brincadeira” do JVC?
    Enquanto outros lutam contra o fogo em Aldeia das Dez.

    É isto que o Concelho quer para os próximos 4 anos?
    Não basta os últimos 8 anos de festas, foguetes e folclore?
    Abram os olhos eleitores deste Concelho.Estamos no momento da mudança.
    Estamos cansados da promessas não cumpridas.

    O IC6 foi substituído por obras eleitorais na E.N.17 em pleno mês de
    Agosto, com os graves constrangimentos na principal estrada de acesso à
    fronteira.

  • ATENTO

    No anterior comentário pretendia escrever JCA como é óbvio

  • ATENTO

    Agradeço a correcção e peço desculpa pela lapso.

  • ATENTO

    Noticia de ultima hora:
    O JCA continua a abusar do dinheiro dos contribuintes para a campanha eleitoral.

    Foi
    bonito de ver o JCA a acenar ao povo do Concelho na mota da volta a
    Portugal em bicicleta. Quanto custou esta “brincadeira” do JCA?
    Enquanto outros lutam contra o fogo em Aldeia das Dez.

    É isto que o Concelho quer para os próximos 4 anos?
    Não basta os últimos 8 anos de festas, foguetes e folclore?
    Abram os olhos eleitores deste Concelho.Estamos no momento da mudança.
    Estamos cansados de promessas não cumpridas.

    O IC6 foi substituído por obras eleitorais na E.N.17 em pleno mês de
    Agosto, com os graves constrangimentos na principal estrada de acesso à
    fronteira.