José Carlos Mendes insurge-se contra política de “filhos e enteados, vingança e prepotência”

Numa grande entrevista concedida hoje ao correiodabeiraserra.com, o cabeça-de-lista daquele movimento de cidadãos independentes, José Carlos Mendes, assegura que o processo de constituição das listas está praticamente concluído.

“Ainda não fechámos o processo, mas serão poucas as juntas de freguesia onde não vamos concorrer (…) posso garantir que estamos a construir grandes equipas”, referiu a este diário digital o ex-presidente da concelhia do PSD local, adiantando ainda que o advogado Nuno Freixinho é uma das figuras que integrará a lista candidata à presidência da Câmara de Oliveira do Hospital.

Muito crítico em relação à gestão de Mário Alves – esta entrevista estará disponível na próxima quarta-feira –, Mendes não deixa também de denunciar a existência de um clima de “medo generalizado na maior parte das pessoas. Principalmente aquelas que têm relações com a Câmara Municipal”, frisa o candidato independente. 

“Isto é muito mau e não devia acontecer, porque entendemos que não pode haver filhos e enteados, vingança e prepotência. Quando ganharmos a CMOH com certeza tudo isso vai acabar e vamos ter com os munícipes uma relação muito próxima e correcta”, observa José Carlos Mendes num tom onde a convicção da vitória está sempre presente ao longo da entrevista.

LEIA TAMBÉM

Nova liderança da JSD de Oliveira do Hospital quer colocar problemas dos jovens na agenda política local

Virgílio Salvador, de 26 anos, foi eleito no domingo presidente da Juventude Social Democrata de …

«Castração» política em Oliveira do Hospital. Autor: João Cruz

Passados 44 anos após o 25 de Abril de 1974, vive-se hoje em Oliveira do …