José Vasco Campos avança com candidatura à Câmara “pela positiva”

Já é conhecido o rosto com que o CDS-PP vai defrontar as próximas eleições para a presidência da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. Tal como já tinha sido anunciado pelo correiodabeiraserra.com, José Vasco Campos é o cabeça de lista do CDS-PP, numa candidatura com que o partido pretende “marcar a diferença”.

“A nossa candidatura não é contra ninguém, é uma candidatura pela positiva que pretende desenvolver e puxar pelo que há de bom no concelho”, informou ontem José Vasco Campos, explicando ter acedido – ainda que na condição de independente – ao repto que lhe foi lançado pelo facto de se identificar e defender o valores do CDS-PP e por perceber que “ainda há muito a fazer no concelho”.

Dando conta do gosto que nutre pelo concelho de onde é natural e onde faz questão de viver, José Vasco Campos, presidente da CAULE, coloca no topo das prioridades da sua candidatura o combate ao “envelhecimento populacional e desertificação do concelho”. “Temos que criar condições para a fixação da população”, referiu o candidato centrista à Câmara Municipal oliveirense, assegurando que a sua candidatura vai no sentido de “fazer tudo para estancar a desertificação e fixar os jovens”. Um trabalho só possível por via do decréscimo do desemprego. “E temos condições para isso”, assegura José Vasco Campos, notando que o segredo está em “apelar ao empreendedorismo que caracteriza as gentes de Oliveira do Hospital. “Não compete a uma Câmara Municipal criar empresas, mas condições para isso”, defende o candidato, que também se revelou apostado na valorizarão dos recursos naturais do concelho que “não estão devidamente potenciados”.

Deputado na Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital eleito pelo projeto Oliveira do Hospital Sempre, José Vasco Campos garante contar na presente candidatura com várias figuras que, com ele, marcaram aquele projeto independente. “Naturalmente que muitas dessas pessoas vão estar connosco”, refere, notando também a disponibilidade para a candidatura que lidera acolher no seu seio “toda a gente de bem que queira trabalhar pelo concelho”.

“O homem certo”, assegura a presidente da Concelhia do CDS-PP oliveirense que, para além de valorizar o conhecimento que José Vasco Campos tem de todo o território concelhio – “ conhece o concelho de palmo a palmo”, registou – diz reconhecer no candidato as qualidades que considera indispensáveis para alguém liderar e integrar uma candidatura sob a bandeira do CDS-PP. “Rigor, conhecimento, humanismo e capacidade de trabalho”, enumerou a responsável partidária, notando que o CDS-PP está de portas abertas para acolher “todos quantos se identifiquem” com a candidatura liderada por José Vasco Campos.

A ideia é, assegura Maria José Falcão de Brito, “lutar pela dignidade das gentes do interior, sem deixar de valorizar o trabalho feito que, refere, “foi bem feito”. No entanto, sublinha, “muito ficou por fazer”.

No lançamento de uma candidatura com que espera recuperar a representatividade do partido na Câmara Municipal e Assembleia Municipal – “o mínimo que esperamos é que José Vasco Campos seja eleito e que recuperemos os três membros na Assembleia”, confidenciou – Maria José Falcão de Brito deu como certa a formação de listas candidatas às Juntas de Freguesia, afastando porém qualquer dúvida sobre a possibilidade de uma coligação em período de campanha eleitoral. “Qualquer acordo só no pós eleições autárquicas”, assegurou.

LEIA TAMBÉM

CDS condena apoio do Grupo Aquinos à candidatura do PS em Tábua

O CDS/PP condenou hoje em comunicado um alegado manifesto que terá aparecido ontem no concelho de …

Uma estória do “Reizinho” que era (muito) maior que a própria sombra… Ou a estória do aprendiz de Deus que se queimou no delírio da arrogância… Autor: João Dinis

– “O Município sou eu !  A oposição sou eu !  As eleições sou eu …