Jovens partiram montra de papelaria para roubar tabaco

Os dois jovens já foram presentes a tribunal, mas o julgamento foi adiado para 25 de Março.

O alerta foi dado às 4h30 da manhã, por populares que acabaram por deter os dois jovens assaltantes, entregues entretanto à patrulha da GNR que acorreu ao local. À semelhança dos dois últimos assaltos, ocorridos naquele espaço no ano passado, também desta vez os assaltantes optaram por partir a montra para conseguirem furtar vários maços de tabaco.

Ao correiodabeiraserra.com, o proprietário da loja comercial não escondeu o desânimo pelo sucedido, ainda mais porque se trata do terceiro assalto no prazo de um ano. “Isto não é viver. Andamos aqui por andar”, referiu, na certeza de que os assaltantes “hão-de voltar outra vez”. António Moreira disse ainda que nos três assaltos já ocorridos, os assaltantes actuam sempre da mesma forma, partindo a montra e furtando tabaco. No caso concreto desta madrugada, o empresário disse até conhecer os jovens assaltantes, chegando a referir que “pertencem a boas famílias”.

A este diário digital, Moreira lamentou o estado a que estão a chegar muitos jovens, numa altura em que começam a desaparecer os valores morais e o conceito de família. O empresário não deixou também de criticar a hora tardia, a que muitos bares fecham as portas, contando que ainda hoje, pelas 08h00 da manhã alguns jovens andavam bêbados a passear pelas ruas da cidade.

Visivelmente indignado, António Moreira destacou ainda o caso em que, há pouco tempo, foi burlado em cerca de 485 Euros com cartões telefónicos. “Isto já começa a ser de mais”, sustentou.

LEIA TAMBÉM

Coligação liderada pelo CDS preocupada com empreitada da retirada do amianto das escolas de Oliveira do Hospital

A Coligação Construir o Futuro (CDS-PP / MPT / PPM) está “preocupada e apreensiva” com …

EM OLIVEIRA DO HOSPITAL APROVEITAMENTOS ELEITORALISTAS DO PS E SEUS PRINCIPAIS AUTARCAS-CANDIDATOS MANCHAM JÁ A DEMOCRATICIDADE DO PRÓXIMO ACTO ELEITORAL A 1 DE OUTUBRO ! Autor: João Dinis, Jano

Estamos a assistir a um frenesim eleitoralista por parte de “facção” do PS local envolvida …