JS de Oliveira do Hospital repudia “vil tentativa” de encerramento da ESTGOH

 

Contando com a solidariedade das concelhias do alto distrito e vice-presidente da Federação, a JS de Oliveira do Hospital acaba de tornar público um comunicado onde repudia a “vil tentativa”do presidente do Instituto Politécnico de Coimbra de encerrar a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH).

“Esta posição irresponsável e sem argumentos válidos só pode ser encarada como um ataque à ESTGOH, sua comunidade e ao interior do distrito”, consideram os jovens socialistas, para quem o encerramento da escola afeta ao IPC seria “um atentado cobarde ao concelho de Oliveira do Hospital e a todo o interior do país”.

Numa postura que não destoa das posições já assumidas pelas restantes forças partidárias e comunidade oliveirense em geral, a Juventude Socialista destaca as mais valias que a ESTGOH representa para o concelho e região da Beira Serra ao funcionar como “pólo de atração e formação de jovens quadros”.

Os socialistas que se referem à taxa de empregabilidade associada aos alunos finalistas para fazer prova da “excelência” da escola, que há 10 anos funciona na cidade, lembram igualmente que a ESTGOH “foi criada para servir como alavanca sócio-económica e fator de coesão social e de solidariedade de Coimbra, para com o interior do distrito”.

“Volvidos cerca de dez anos sobre a sua criação, a ESTGOH cumpre a sua missão”, refere a JS que a participar numa “luta de todos”, não deixa de apreciar o empenho do presidente da Câmara Municipal em todo este processo e a união manifestada por todos os partidos com assento na Assembleia Municipal, em torno do protesto proposto pela Câmara Municipal, quanto ao encerramento da ESTGOH e da Moção de Apoio à manutenção da mesma.

Em comunicado, a JS lembra que a sua luta pela manutenção da ESTGOH no concelho não é de agora. Dá o exemplo da reunião, realizada em abril, entre o secretariado concelhio e a direção da escola, bem como da visita realizada às instalações da escola pelo presidente da Federação de Coimbra da JS, enquanto candidato a deputado nas últimas legislativas.

Os jovens socialistas de Oliveira do Hospital não desistem de lutar pela igualdade de oportunidades posicionando-se, por isso, “nesta batalha pela manutenção da escola”.

A estrutura socialista não deixa contudo de criticar os que acusam a escola de duplicação de licenciaturas, por entender que tal realidade não acontece em Oliveira do Hospital, “mas sim em Coimbra, em que escolas do IPC se sobrepõem, diretamente, com a Universidade de Coimbra, no mesmo espaço geográfico, na mesma cidade”.

Na opinião da JS, a ESTGOH “tem provas dadas, dá garantias de qualidade (Licenciaturas e Mestrados) e de boa gestão”. Entende, por isso, que “o presidente do IPC se deve retratar pelos danos que tem causado à instituição e repensar a sua actuação”.

“Chega de manipulação e ilusão por parte do IPC. O senhor presidente do Instituto Politécnico ainda vai a tempo de sair bem da situação que criou”, conclui.

LEIA TAMBÉM

Jovens cientistas da EPTOLIVA de Tábua desenvolvem Compósito Antisséptico e conquistam segundo lugar na XI Mostra Nacional de Ciência

Jovens estudantes da Eptoliva, na Tábua, no distrito de Coimbra, desenvolveram uma solução desinfectante a …

A escola ou a escolinha (?). Autor: António Ferro.

Durante várias décadas, fui assistindo às mudanças (algumas drásticas e escusadas) no sistema de ensino …