JS de Oliveira do Hospital realiza debate para incentivar jovens a participar na vida pública

Aberta à participação de toda a população, a sessão, que terá lugar pelas 17h00 no Hotel São Paulo, em Oliveira do Hospital, versará sobre as “Políticas de Juventude e Incentivos ao Associativismo Jovem” e contará com as intervenções de João Portugal, deputado à Assembleia da República e presidente da Federação Distrital da JS de Coimbra e Rui Duarte, secretário nacional da Juventude Socialista (JS) com o pelouro “Cidadania e Intervenção Política”.

O momento alto deverá acontecer com a participação de José Carlos Alexandrino – nome que o PS se prepara para apresentar oficialmente como candidato à presidência da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital – que, enquanto professor, tem já uma vasta experiência na formação dos jovens e tem dado provas do seu empenho face ao associativismo.

De acordo com nota de imprensa enviada ao correiodabeiraserra.com, o debate surge no âmbito das actividades do “Fórum Oliveira do Hospital tem Futuro” e visa divulgar as oportunidades que estão à disposição dos mais jovens e das suas organizações.

O objectivo é o de incentivar a juventude a participar na vida pública. “Assumimos a juventude como uma importante força motriz de inovação, da democracia participativa e do desenvolvimento da comunidade”, adianta a JS em comunicado, consciente da “necessidade de envolver os jovens na procura de alternativas ao estado de desencanto a que o concelho de Oliveira do Hospital chegou”.

Na organização da iniciativa, o núcleo da JS de Oliveira do Hospital conta com a colaboração da Comissão Política Concelhia do PS liderada por José Francisco Rolo.

LEIA TAMBÉM

Viva o 25 de Abril! Sempre! Autor: João Dinis, Jano

Ao 25 de Abril de 1974 e à nossa magnífica “Revolução dos Cravos” se colou …

António Lopes

António Lopes junta acórdão do TCANorte para reforçar acusação no processo contra o município de Oliveira do Hospital

O ex-presidente da Assembleia Municipal (AM) de Oliveira do Hospital António Lopes pediu ao Tribunal Administrativo …