JSD acusa trio socialista da destruição de cartazes de propaganda

A JSD de Oliveira do Hospital acaba de declarar “guerra aberta” aos militantes socialistas que na noite de sexta para sábado procederam à destruição de cartazes que foram sendo afixados nas ruas da cidade.

Num comunicado a que recorre para expressar a “sua indignação perante os acontecimentos desonrosos”, a juventude partidária social-democrata dá conta do episódio vivido na madrugada do último sábado, altura em que “alguns membros da Juventude Social Democrata de Oliveira do Hospital foram para as ruas colocar cartazes pela cidade, mostrando a sua indignação com as medidas de “pão e circo” levadas acabo por este executivo”.

“A fixação dos cartazes foi feita sem incomodar a conduta de qualquer tipo de pessoa, já que a JSD prima pelo civismo e boa educação”, referem os jovens social-democratas que, desta forma, condenam a atitude dos três elementos do Partido Socialista que, no imediato, retiravam os cartazes e os destruíam.

“Íamos observando que os cartazes estavam a desaparecer e para tentarmos perceber este mistério alguns de nós ficaram pelas ruas para tentar perceber o que se passava, e foi aí que nos deparamos com três indivíduos que, ao ritmo de cartazes que estavam a retirar, se algo não fosse feito, pela manhã nem um cartaz iria existir na cidade”, relatam os jovens afetos à estrutura laranja, informando ainda que quando confrontado sobre a motivação para aquela prática “o trio começou a fugir”.

“Para nosso contentamento conseguimos identificar um desses elementos”, adiantam, particularizando o nome de Paulo Mendes, “militante do partido socialista e filho de um deputado municipal” e que acusam de ter “injuriado e de ter chegado a atos de violência para com os membros da Juventude Social Democrata que apenas queriam saber o porquê de tal atitude”.

De acordo com os jovens laranja, o militante em questão terá ido ainda mais longe ao usar a expressão “quantos mais colocarem, mais iremos retirar”. “Não nos parece que esta atitude seja digna e não nos identificamos com a mesma”, adiantam em comunicado os social-democratas que garantem não “compactuar com estas faltas de civismo e respeito”, pelo que também têm intenção de apresentar àquele elemento e ao partido as “despesas pelo material furtado e consequentemente estragado”. O recurso à via judicial também não está colocado de lado “caso seja necessário”. “Afinal, apesar da ditadura que se começa a viver por cá acreditamos que a liberdade de expressão é um direito há muito adquirido pela sociedade”, concluem, clarificando os “revolucionários do sistema” de que “se retirarem 30 cartazes, iremos colocar 100, se retirarem 100, iremos colocar 300”.

LEIA TAMBÉM

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

  • desalinhado

    Só tenho a dizer o seguinte, pobre do Sr. Carlos Mendes a ter que “aturar” isto!!!! Ao Ps, retirem este miudo de qualquer ação de campanha, é que só têm a ganhar!!!!! Isto até é dito por pessoas do Ps, e com responsabilidade. è que o puto é uma lapa……..

  • Alfredo Marceneiro

    Isto está aquecer. Será que há necessidade desta trapalhada? Este rapaz tem uma certa tendência para atraír confusão, e os tangerinas do psd também gostam de baraulho. Agora a ser verdade esta do Brialex é uma mancha no seu “vastíssimo ” curriculum…….. Então vai responder a uma destas!!!???? è que dizem por aí que vai ser o nº 2 na lista para a camara!!! Bem mas esta deve ser para rir , para os apanhados, para o dia 1 de Abril (2014)

    ou coisa que o valha. Depois admiram-se da debandada dos militantes…………

  • Guest

    É verdade que não é correcto que à custa do evento da feira anual “EXPO OHP”, utilizassem como pretexto para arrancar todos cartazes de campanha eleitoral, (embora incluindo os do próprio partido de quem deu a ordem), quando existem já cartazes exposto sobre o mesmo tema e em escala XXXL, e esses ninguém se importou que desse uma má imagem… É uma falta de sentido democrático e pluralista até porque nem eram cartazes de grande porte nem sequer eram pinturas “rupestre”, como se costuma ver…
    E como cidadão de OHP, acho lastimável, arrogante e uma falta de sentido pluralista… É pena que isto tenha acontecido, até porque estou à vontade para o dizer.. pois sou um cidadão livre, humilde e não pertenço, nem estou ligado, nem nunca farei parte dessas listas (PSD, PS e CDS, embora tenha sido convidado por alguns)… Mas faço votos para que se respeitem uns aos outros e cada um seja livre de expor e defender os seus ideais, mesmo que muita vezes não concordamos com eles!!!

  • Jose Nobre

    É verdade que não é correcto que, à custa de um grande evento anual como a feira “EXPOH”, utilizassem como pretexto para arrancar todos cartazes de campanha eleitoral, (embora incluindo os do próprio partido de quem deu a ordem), quando existem já cartazes exposto sobre o mesmo tema e em escala XXXL, e esses ninguém se importou que esses dessem uma má imagem… É uma falta de sentido democrático e pluralista até porque nem eram cartazes de grande porte nem sequer eram pinturas “rupestre”, como se costuma ver…
    E como cidadão de OHP, acho lastimável, arrogante e uma falta de sentido pluralista… É pena que isto tenha acontecido, até porque estou à vontade para o dizer.. pois sou um cidadão livre, humilde e não pertenço, nem estou ligado, nem nunca farei parte dessas listas (PSD, PS e CDS, embora tenha sido convidado por alguns), nem simpatizo com nenhum deles… Mas faço votos para que se respeitem uns aos outros e cada um seja livre de expor e defender os seus ideais, mesmo que muita vezes não concordamos com eles!!!