Domingo, Março 26, 2017
Início - Outros Destaques - Juventude Socialista de Coimbra pede conclusão do IC6
Juventude Socialista de Coimbra pede conclusão do IC6

Juventude Socialista de Coimbra pede conclusão do IC6

O Secretariado da Federação Distrital de Coimbra da Juventude Socialista considera “calamitoso” o estado “das acessibilidades no distrito” e pediu a intervenção do Governo. O presidente daquele órgão, Tiago Estêvão Martins, diz que não serem aceitáveis a falta de condições do IP3 e que o IC6 continue incompleto.

“Não é admissível que o distrito de Coimbra não tenha solução para o Metro Mondego, que continue a ser servido por um IP3 sem condições e por um IC6 incompleto e, muito menos, que a estação ferroviária de referência da região continue a evidenciar as condições que a Estação de Coimbra-B apresenta”, diz aquele responsável, embora reconheça aquilo que classificou como “exigente quadro político actual”.

O Presidente da Federação Distrital de Coimbra da Juventude Socialista considera que “cumpre ao Governo do Partido Socialista inverter os anos de abandono a que o distrito parece ter sido votado pelas instâncias nacionais, intervindo assertivamente em questões estruturantes para a região, tal fez com o desassoreamento do Mondego”.

Os jovens socialistas de Coimbra consideram que “dificilmente podem os autarcas do distrito fazer mais neste campo, exigindo-se agora que o Governo resolva processos que se arrastam há demasiado tempo”. A Federação Distrital de Coimbra da JS manifestou ainda “expectativa de que a tutela seja sensível à situação do distrito”, reforçando o empenho no apoio ao Governo do Partido Socialista, no qual manifesta “total confiança de que saberá apresentar as melhores e mais correctas soluções para o distrito de Coimbra”.

  • António Lopes

    O drama é a demagogia não pagar impostos.Não fazem a obra e ainda se queixam…Já não sei se é arte se falta de vergonha..!

    • Tretas

      Todos os jovens, os menos jovens e os mais avançados na idade – que não na falta de juízo, que não na insanidade, do distrito de Coimbra (em particular essa juventude socialista) – que viajem, amanhã, pela magnífica auto-estrada que liga Leiria a Aveiro, com 3 faixas de rodagem, em cada sentido, e contem,pelos dedos, quantos automóveis, por lá, circulam…até passa, em ponte, sobre o Rio Lena…ahahaha.
      Assim, jovens socialistas, ide mais longe…e perguntem, a quem de direito, porque permitiu a construção dessa auto-estrada – e de tantas outras, que estão, claramente, como alguns estádios de futebol, ao abandono, ninguém lá vai, ninguém lá passa, entra o estado português com os custos dos secretos acordos com as PPPs – e não concluiu a ligação de Viseu a Souselas, em auto-estrada, vulgo IP3, nem o IC6 nem o IC7.
      Jovens socialistas: acaso o rio Lena fosse o Mondego, ou o Alva, acreditem que já tinham sido, durante o reinado do excelso socratino, essas ligações, concluídas, , há muito…
      (Os autarcas das regiões abrangidas não têm estado à altura da questão – nem o PPD nem o PS – e, mesmo assim, se lê, muito bem, o oportunismo e populismo bacoco, a brincar com o país e o seu estado, dos candidatos, primeiro, a primeiros ministros – as regiões do interior têm poucos eleitores, não são os eleitores do interior que desiquilibram a balança – e, depois, ao seu desempenho de verdadeiros aventureiros de casino…)
      Perguntem ao ex-ministro e ex-secretário de estado das obras públicas, ao tempo do socratino-mor, porque não completaram estes ICs…
      Um deles, por exemplo, habitual candidato por Coimbra, na última ida do socratin-mor A VOTOS, até apareceu nas listas da Guarda, distrito onde tinha ido inaugurar, pouco tempo antes, um troço de auto-estrada…
      Jovens socialistas: perguntem, tão só.
      E aconselhem esses “doutos” políticos a fazer, diariamente, de castigo, em ambulância, autocarro, moto ou automóvel, a viagem entre Oliveira do Hospital e Coimbra, respeitando o horário da manhã, das 8 às 10, em qualquer dos sentidos, ou, então, no “turno” da tarde, entre as 17 e as 21 horas. Fins de semana incluídos.

  • Guerra Junqueiro

    Não liguem, isto é o corolário de uma cadeira dada pela Catarina Martins e pelo Jerónimo de Sousa na “Universidade de Verão” do partido Socialista.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

  • Guerra Junqueiro

    Não liguem, isto é o corolário de uma cadeira dada pela Catarina Martins e pelo Jerónimo de Sousa na “Universidade de Verão” do Partido Socialista.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

  • Vermelhão

    Não é aceitável muita coisa. Mas estes jovens não leem por exemplo, os números apresentados pelo INE em que mostra que este Governo (ou Des) pura e simplesmente não investe? Será que estes jovens não percebem que se o Governo investir, por muito pouco que seja, os números do défice vão pelos ares? Será que estes jovens não percebem que, se o país produz menos, e o governo gasta mais com os seus funcionários, pura e simplesmente não há dinheiro? Será que estes jovens ainda não repararam que a Dívida Pública não para de aumentar? A ignorância é muito atrevida.

    • António Lopes

      Se não o fosse dir-se- iam tantas barbaridades..?