“Laço Azul” humano encerrou o Mês da Prevenção dos Maus Tratos a Crianças e Jovens

A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ ) de Tábua encerrou ontem o Mês da Prevenção dos Maus Tratos a Crianças e Jovens, com a criação de um “Laço Azul” humano nos Paços do Concelho. Além dos funcionários da autarquia, o evento contou com algumas crianças do ATL da Casa do Povo de Tábua, alunas da Academia Sénior e elementos da comunidade.

A Presidente da CPCJ de Tábua, Ana Paula Neves, considerou que as actividades decorreram dentro do previsto, “com uma grande adesão por parte da comunidade”. “Devemos todos estar atentos aos sinais e trabalhar a prevenção. PREVENIR é, desde há algum tempo, palavra de ordem”, sublinhou aquela responsável.

Dentro das actividades, no sábado, foi promovida uma Mega Aula de grupo de actividade física: cardio-mix, onde foram oferecidas aos participantes que aderiram a esta causa pelos Direitos das Crianças, uma t-shirt temática do “Laço Azul”.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino garante que existem três médicos dispostos a vir trabalhar para Oliveira do Hospital desde que sejam contratados pela tutela

Deputado do PS Santinho Pacheco defende encaminhamento de doentes renais de Seia e Gouveia para Viseu

O deputado socialista Santinho Pacheco, eleito pelo circulo eleitoral da Guarda, anunciou hoje que questionou …

A partir de hoje a origem do leite é obrigatória nos rótulos

A origem do leite, queijo, requeijão, iogurte, manteiga ou nata vai ser obrigatória nos rótulos …