“Laço Azul” humano encerrou o Mês da Prevenção dos Maus Tratos a Crianças e Jovens

A Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ ) de Tábua encerrou ontem o Mês da Prevenção dos Maus Tratos a Crianças e Jovens, com a criação de um “Laço Azul” humano nos Paços do Concelho. Além dos funcionários da autarquia, o evento contou com algumas crianças do ATL da Casa do Povo de Tábua, alunas da Academia Sénior e elementos da comunidade.

A Presidente da CPCJ de Tábua, Ana Paula Neves, considerou que as actividades decorreram dentro do previsto, “com uma grande adesão por parte da comunidade”. “Devemos todos estar atentos aos sinais e trabalhar a prevenção. PREVENIR é, desde há algum tempo, palavra de ordem”, sublinhou aquela responsável.

Dentro das actividades, no sábado, foi promovida uma Mega Aula de grupo de actividade física: cardio-mix, onde foram oferecidas aos participantes que aderiram a esta causa pelos Direitos das Crianças, uma t-shirt temática do “Laço Azul”.

LEIA TAMBÉM

GNR deteve alegados traficantes de droga nos acessos a uma “Rave” em Oliveira do Hospital

Pastor de 90 anos continua desaparecido em Seia

Um pastor de 90 anos que está desaparecido na pequena localidade de Valezim no concelho de …

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve em Coimbra suspeito de homicídio na forma tentada

A Polícia Judiciária (PJ) identificou e deteve, na segunda-feira, em Coimbra, um homem suspeito da …