Lagares da Beira quer projetar Carnaval na região

… destinados a fazer desta edição uma das “melhores de sempre”.

Assim o S. Pedro ajude e a organização não tem dúvidas de que a edição 2013 do Carnaval da Beira Serra será um “verdadeiro sucesso”.

“Estamos a trabalhar para que assim seja”, referiu ao correiodabeiraserra.com o vice-presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lagares da Beira, revelando ter sido este o primeiro desafio que a recém eleita direção dos bombeiros se propôs superar desde que tomou posse no final de 2012.

Tempo considerado, por Mário Pinto, muito limitado para que ao início da tarde de 12 de fevereiro o cortejo possa sair e percorrer as principais ruas da vila de Lagares da Beira. Um condicionalismo a que se junta um segundo relacionado com a limitação financeira e que obrigam a organização, bombeiros e população envolvida a uma “verdadeira ginástica”, destinada superar o desafio.

“O nosso objetivo é melhorar o evento, mas temos noção de que no próximo ano, com mais tempo, estaremos em condições de surpreender quem nos visita com um Carnaval verdadeiramente melhorado”, admite o dirigente, contando que por falta de tempo, não houve possibilidade de se preparar o evento com base num único tema, dando-se liberdade de cada bairro e instituição preparar um carro a seu belo prazer, sendo de prever a forte sátira ao governo e ao momento de crise que afeta o país.

Em face da prova superada em 2012 no que respeita à participação de Aldeia Formosa, freguesia de Seixo da Beira, a organização não hesitou em repetir o feito, voltando este ano a contar com a a animação que encerrou a anterior edição com chave de ouro. Uma medida que a organização espera, em próximos anos, alargar às restantes freguesias do concelho com o objetivo de aumentar o número de participantes no desfile e assim atrair cada vez mais pessoas ao cortejo carnavalesco, conferindo-lhe uma “maior projeção regional”. ”Queremos dar uma maior visibilidade”, conta Mário Pinto, revelando que a presente edição já beneficia de uma maior divulgação do certame em toda a região.

O objetivo, refere o responsável, é o de transformar Lagares da Beira num destino com forte tradição carnavalesca.

Quando se ultimam os preparativos para a tarde de Carnaval, a organização dá como certa a presença de uma dúzia de carros, fruto da colaboração de quatro bairros, agrupamento escolar, creche, Associação Cultural e Recreativa de Lagares da Beira, aos quais se juntam também os carros da Rainha, dos Teimosos e de Aldeia Formosa. Envolvidos vão também estar cerca de duas centenas de figurantes e grupos musicais.

Ingredientes “certos” para que o Carnaval da Beira Serra faça jus à tradição e volte a atrair enchentes à vila de Lagares da Beira. “Não há nenhuma terra no concelho que reúna tanta gente durante três horas”, constata Mário Pinto que este conta alcançar as 10 mil entradas vendidas, ao valor que se mantém de 1,50 Euros.

A contar com um orçamento na ordem dos 10 mil Euros, o Carnaval da Beira Serra arranca segunda-feira, dia 11, com um cartaz que reserva para as noites de 11 e 12 de fevereiro o baile do Chapeú e do Entrudo, respetivamente, com o grupo Alta Frequência. Na quarta-feira, dia 13, manda a tradição que na vila de Lagares da Beira se proceda ao enterro do entrudo e à leitura das tradicionais deixas. Trata-se de outro dos momentos mais aguardados do Carnaval da Beira Serra, pelo facto de suscitar a curiosidade dos populares em torno do conteúdo de cada uma das deixas.

LEIA TAMBÉM

Candidato do PSD a Travanca promete “um presidente para todos os dias e não apenas para o fim-de-semana”

O PSD apresentou ontem publicamente a lista candidata à Assembleia de Freguesia de Travanca de …

Festival “Origens” de Travanca de Lagos agendado para o próximo fim-de-semana

Os Jovens da Liga de Travanca de Lagos apresentam, de sexta-feira a domingo, mais uma …