Largo Ribeiro do Amaral já está em avançado estado de degradação

As imagens recolhidas hoje pelo correiodabeiraserra.com são bem explícitas e demonstram o estado de deterioração patente na principal praça de Oliveira do Hospital.

Nos passeios vêem-se já inúmeras crateras e o areão ali colocado está a esboroar-se a um ritmo acelerado.

Cenário idêntico verifica-se nas zonas ajardinadas, onde a corcódoa não resistiu às intempéries e a lona preta em que assenta já está à vista.

Inaugurado em finais de Agosto do ano passado, o projecto de requalificação do centro nevrálgico da cidade teve um custo de aproximadamente dois milhões e quatrocentos mil euros, tendo sido financiado pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional em cerca de um milhão de euros.

Parque de estacionamento subterrâneo com pouca utilização 

A infra-estrutura mais onerosa do projecto foi a construção de um silo automóvel com capacidade para 74 automóveis.

Porém, e numa cidade onde conseguir um lugar de estacionamento é um verdadeiro suplício, os oliveirenses continuam a não dar grande utilização àquele parque subterrâneo que na maior parte dos dias – e apesar do estacionamento ser gratuito –, está muito aquém da sua lotação.

Sem nenhuma utilidade está também o elevador de acesso ao silo, que depois destes meses todos continua “offline”, impedindo assim que aquela infra-estrutura seja utilizada por pessoas com dificuldades de locomoção.

Imagens de João Sargo

LEIA TAMBÉM

Oliveira do Hospital recebe final da etapa da Volta a Portugal de homenagem às populações afectadas pelos incêndios e Marcelo acompanha caravana

A 80.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta vai passar por alguns concelhos afectados …

FPF entregou casa reconstruída a família de Oliveira do Hospital

Uma família de Oliveira do Hospital recebeu hoje a casa onde vivia antes dos incêndios …