Machado entrou ontem na corrida pela Comissão Política Distrital do PSD de Coimbra

Com casa cheia e sob o lema “Unir para Vencer”, o presidente da Turismo Centro de Portugal justificou a sua entrada na corrida pelo lugar ainda ocupado por Jaime Soares com o “desafio de muitos militantes e simpatizantes do partido, a consciência da capacidade de liderar com isenção, responsabilidade e credibilidade um projecto político distrital, e a disponibilidade ininterrupta e experiência política”.

Assegurando que não está a protagonizar uma candidatura “de Coimbra contra o distrito, nem do distrito contra Coimbra, o adversário de Marcelo Nuno destacou o facto de estar em causa uma candidatura que “promove a coesão política dos militantes e simpatizantes do PSD” e que assenta nos 17 concelhos que integram o distrito de Coimbra. No anúncio da candidatura às eleições agendadas para 21 de Novembro, Pedro Machado também não poupou o governo no que respeita às reduções para o distrito em termos de Projectos de Interesse Nacional, PIDDAC e QREN. “Com o PS, do litoral ao interior do distrito, não há rumo”, considerou, criticando “o esvaziamento compulsivo de Coimbra e do distrito”.

O candidato à distrital PSD de Coimbra afiançou pretender actuar nas áreas da saúde, educação, ordenamento, ambiente e sustentabilidade. “Queremos afirmar o distrito como território da qualidade de vida e do bem-estar”, sustentou.

Na corrida pela liderança da estrutura Pedro Machado conta com o apoio de Jaime Soares, autarcas concelhios, com destaque para o presidente da Câmara Municipal de Arganil, Ricardo Alves. Também o presidente e vice-presidente do município de Oliveira do Hospital, Mário Alves e Paulo Rocha, serão dois dos dos rostos do partido que apoiam o presidente da TCP na candidatura à distrital laranja. De fora, fica contudo a Comissão Política Concelhia oliveirense que já tornou público o apoio à candidatura de Marcelo Nuno, vereador na Câmara Municipal de Coimbra.

LEIA TAMBÉM

Ministro Pedro Marques garantiu em Nelas que a aposta em infra-estruturas de transporte passa pela ferrovia e IP3, ignorando IC6 e IC12

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou ontem em Canas de Senhorim, Nelas, …

José Carlos Alexandrino lança suspeitas sobre queijeiras de Seia nas descargas ilegais no rio Cobral

Como regresso da chuva, os habitantes que vivem próximo do rio Cobral temem que voltem …