Mais de 320 peregrinos receberam auxílio no posto de apoio do Senhor das Almas

Na semana da habitual peregrinação a Fátima, o posto de apoio do Senhor das Almas cumpre até esta sexta feira mais uma missão de auxílio aos peregrinos. Entre os voluntários, cerca de 24, o sentimento é de satisfação.

Vêm de várias zonas como Vila Flor, Bragança, Mogadouro, Vilariça, Mirandela, Meda, Pinhel, Freixo de Numão, Gouveia e outros pontos situados a Norte movidos pela Fé, mas atraiçoados pelo cansaço e as mazelas do corpo. Reconforta-os a certeza de que na localidade do Senhor das Almas, no concelho de Oliveira do Hospital e à beira da conhecida estrada da Beira têm à sua espera um grupo de voluntários preparado para ajudar a minimizar a dor e dar algum conforto.

Foi de resto, com aquele propósito, que em 2004 um grupo de voluntários decidiu unir esforços e dar corpo a um posto de apoio aos peregrinos, que na altura e tal como agora, era coisa rara de encontrar no trilho de um peregrino.

peregrino2Foi assim há 10 anos e continua de igual modo em 2014. Na semana da habitual peregrinação, a casa da irmandade do Divino Senhor das Almas vira posto de apoio, chegando a ser ampliada com uma tenda situada à entrada com o apoio da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. Assim acontece com o objetivo de bem receber os caminheiros da Fé aos quais o grupo de voluntários proporciona cuidados médicos, de enfermagem e de higiene, bem como refeições e espaços para descansar e até pernoitar.

A prestar apoio desde o dia 3 de maio (sábado), o grupo de voluntários registava até à tarde de ontem a passagem de 320 peregrinos. “Temos tido mais peregrinos do que no ano passado”, afirmou Isidora Lobo ao correiodabeiraserra.com, constatando de igual modo o aumento do número de jovens entre os peregrinos. Única médica no grupo de voluntários, Isidora Lobo regozija-se pelo facto de os peregrinos chegarem , de ano para ano, em melhores condições físicas, demonstrando um melhor cuidado durante o percurso, nomeadamente no uso de calçado adequado à caminhada e proteção da pele. “Nota-se uma evolução. No primeiro ano, vi pés como nunca tinha visto”, comentou.

Há 10 anos a prestar apoio, o posto localizado no Sr. Das Almas é hoje um “posto amigo dos peregrinos”, sendo vários os grupos que ano a pós ano têm paragem “obrigatória” naquele local. “Até nos avisam com bastante antecedência da sua passagem por cá”, referiu satisfeito aquele que é o principal mentor do grupo de apoio. Ao correiodabeiraserra.com, José Agostinho Nunes não esconde o prazer que, juntamente com os restantes voluntários, sente em apoiar os que caminham rumo a Fátima movidos pela fé e demais motivações. Uma satisfação que decorre do gosto de fazer o bem, mas também pelo facto de também ele, e outros voluntários, saberem das dificuldades com que se deparam os peregrinos na sua missão de chegar a Fátima. “Vale tanto o apoio que nos dão, como o nosso esforço de ir a pé”, referiu a também voluntária Helena Loureiro, que já foi por 20 vezes a pé a Fátima e não esconde a gratidão que sente pelo auxílio que lhe foi prestado.

O sentimento de gratidão estampado no rosto de cada peregrino associado à satisfação de ajudar constituem a motivação maior do grupo de voluntários que, este ano, viu alargado o número de elementos a um total de 24, entre enfermeiros, fisioterapeutas, médica, entre outros. A ideia é manter vivo o projeto, mas para isso José Agostinho destaca a necessidade de um maior envolvimento das pessoas. “Não podem ser sempre os velhos”, referiu, apelando à entrada de gente jovem no grupo de voluntários, que durante o ano desenvolva um trabalho de pedido de apoio em bens alimentares e de enfermagem necessários ao auxílio aos peregrinos.

Na missão de apoiar os peregrinos, o posto de Apoio do Senhor das Almas conta com o auxílio da Câmara Municipal, lar de Santa Ovaia, Santa Casa da Misericórdia de Galizes e alguns empresários locais da área alimentar (charcutaria, padaria, pastelaria e frutaria).

LEIA TAMBÉM

Denuncia do grupo do empresário Fernando Tavares Pereira coloca IMT sob investigação do DIAP

Duas empresas do grupo Tavfer, do empresário Fernando Tavares Pereira, a CIMA – Centro de …

Universidade de Coimbra aposta na folha de mirtilo para tratamento da Esclerosa Múltipla

Um projecto de investigação da Universidade de Coimbra aposta no potencial terapêutico da folha de …