GNR deteve traficantes que se dirigiam para o Utopia-After Boom que decorre em S. Gião

Mais de 4500 militares da GNR em nova operação fiscalização rodoviária

Mais de 4500 militares da Guarda Nacional Republicana participam, a partir de sexta-feira, na quarta fase da Operação Hermes, destinada a garantir deslocações em segurança de e para locais de veraneio, informou hoje a GNR.

A operação visa intensificar as acções de patrulhamento rodoviário, de apoio e de fiscalização, com o objectivo de garantir uma deslocação em segurança aos cidadãos que se deslocam de e para locais de veraneio ou eventos de natureza diversa, lê-se numa nota daquela força militar.

Durante a operação, em curso até 1 de Setembro, os 4581 militares da GNR estarão sobretudo atentos a manobras perigosas de ultrapassagem, mudança de direcção, inversão do sentido de marcha, cedência de passagem e distância de segurança, condução sem habilitação legal e não utilização do cinto de segurança, refere a nota.

A não utilização de sistemas de retenção para crianças, a utilização indevida do uso de telemóvel, a condução sob o efeito de álcool ou de substâncias psicotrópicas e o excesso de velocidade são outras das vertentes em que incidirá a Operação Hermes, acrescenta.

Durante as três primeiras fases da Operação Hermes 2014 registaram-se 2147 acidentes de viação, mais 113 que em 2013 (2.034). No que respeita a vítimas, nas fases anteriores da Operação Hermes 2014 registaram-se 10 vítimas mortais (onze em 2013), 43 feridos graves (53 em 2013) e 834 feridos ligeiros (724 em 2013).

No âmbito da Operação Hermes, já foram fiscalizados este ano 5.748 veículos em excesso de velocidade, 1.015 condutores com taxa de álcool superior ao permitido por lei e 776 condutores ocupantes que não utilizavam cinto de segurança ou sistema de retenção para crianças

LEIA TAMBÉM

Mortes em acidente em Tábua no acesso ao IC6

Dois homens morreram hoje na sequência de uma colisão frontal entre duas viaturas ligeiras numa …

Funcionário público detido na região de Viseu por apropriação de objectos apreendidos judicialmente

PJ deteve em Trancoso desempregado por alegada violação de criança

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem de 34 anos, em …