Mais de 79 por cento dos leitores do CBS não concorda com a forma como têm sido apresentadas as contas da autarquia

A maioria dos leitores que votaram no último inquérito do não concorda com a forma como o executivo da autarquia tem apresentado as suas contas na Assembleia Municipal. À pergunta “concorda com a forma como a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital está a lidar com a apresentação das contas do município?” 79, 7 por cento, dos 311 leitores que participaram no inquérito, não aprecia a forma como tem sido gerida a explicação fornecida sobre as contas. Já 20,3 por cento apoia a forma como o executivo liderado por José Carlos Alexandrino tem lidado com uma situação. Recorde-se que este foi um dos pontos de discussão na última Assembleia Municipal (AM), particularmente com o eleito do CDS-PP, Luís Lagos, a dizer, mesmo depois do esclarecimento de um funcionário da autarquia, que continua “sem perceber nada da contabilidade” que lhe foi apresentada. Entretanto, António Lopes, que tinha levantado o problema sobre uma diferença de 381 mil euros, e que parece já ter entendido onde param os 381 mil euros, pediu nesta última AM, sem sucesso, que lhe explicassem agora uma diferença de mais de dois milhões de euros que não entende dos últimos números que foram facultados.

LEIA TAMBÉM

Fiscalização da GNR sobre automobilistas levou a sete detenções

Detido em Seia traficante de estupefacientes

A GNR de Seia e de Paranhos da Beira detiveram um homem de 23 anos, …

Mortes em acidente em Tábua no acesso ao IC6

Dois homens morreram hoje na sequência de uma colisão frontal entre duas viaturas ligeiras numa …

  • Quais contas qual que

    Se nem o Alexandrino percebe as contas, não poderia ter outro desfecho este inquérito.

    O executivo não quer saber das contas e já nem se preocupa com a opinião dos eleitores, que acham a atitude deveras problemática. 80% das pessoas a dizerem ao executivo para apresentarem as contas e nada.

    • Politicalex

      As de pedir subsídios para petisqueira de borla nas festas, essas eles sabem fazer. OPIB já vai em 130%, mas não devem estar a pensar em pagar..Depois são populares …pois são…primeiro aumentam-lhe a água 300 mil, depois dão-lhe entrecosto e caldo verde nas festas..E este Povinho não abre a pestana…

      • Milho para festas não falta

        Ainda este fim de semana foram 1500 aereos para a sardinhada dos curraleiros.

        Teacher. Tula e Jano foram os responsáveis por Vila Franca deixar de ser freguesia, mas lá foi o dinheiro para a festa, podiam era pagar o que devem ao Severino para ele acabar o Brasão dos peniqueiros.

  • Carlos Lameiras

    Todos os políticos,não excluindo os de Oliveira do Hospital, devem ser responsabilizados pela, boa ou má, gestão dos dinheiros públicos.Eles devem ser os primeiros a partilhar dessa opinião, uma vez que é a reputação deles que esta em causa.