Mais um morto e feridos graves e menos acidentes na Operação Páscoa

A GNR registou mais um morto na Operação Páscoa, que decorreu entre o dia 13 e ontem, que no ano passado. Os feridos graves também aumentaram, passando de 21 para 27 (mais seis), e os feridos leves sofreram uma redução de 48 ( no ano passado ocorreram 234). Já os acidentes diminuíram, passando de 708 para 558 (menos 150). O patrulhamento e a fiscalização rodoviária teve particular incidência nas vias mais críticas da sua zona de acção, com o objectivo de combater a sinistralidade rodoviária, regular o trânsito e garantir o apoio a todos os utentes das vias, proporcionando-lhes uma deslocação em segurança para os locais de origem.

Dos mais de 15 mil condutores fiscalizados, foram registadas neste período 4 799 infracções, destacando-se: 2 781 por excesso de velocidade; 245 por condução sob a influência do álcool (98 detidos com taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l); 206 pela incorrecta ou não utilização do cinto de segurança; 170 por falta de inspecção periódica obrigatória e 150 por utilização indevida do telemóvel durante a condução.

LEIA TAMBÉM

AVMISP avisa, após reunião Marcelo Rebelo de Sousa, que falta de apoios pode levar empresas afectadas pelos incêndios a encerrar

A Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP) lamentou hoje, na …

Ano de 2017 foi o melhor de sempre para o turismo no Centro de Portugal

O ano de 2017 foi o melhor de sempre para a atividade turística no Centro …