Manuel Machado preside à CIM da região de Coimbra com Alexandrino e Pereira Alves na vice-presidência

A lista única liderada pelo autarca de Coimbra para a presidência da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra foi, ao início da noite desta sexta feira, aprovada por unanimidade. José Carlos Alexandrino e Ricardo Pereira Alves foram eleitos vice-presidentes da nova estrutura.

Confirma-se o nome de Manuel Machado à frente da nova Comunidade Intermunicipal. Em reunião realizada na Câmara Municipal de Coimbra, a lista liderada por Machado que se fazia acompanhar pelos presidentes das Câmaras de Oliveira do Hospital e Arganil, José Carlos Alexandrino e Ricardo Pereira Alves, respetivamente, como candidatos a vice-presidentes,  foi bem acolhida, tendo sido aprovada por unanimidade.

Recém eleito presidente da Câmara Municipal de Coimbra pelo PS, Manuel Machado é assim, o primeiro presidente da nova Comunidade Intermunicipal da qual fazem parte 19 municípios e que é resultado da fusão da Comunidade do Baixo Mondego, com parte dos municípios do Pinhal Interior Norte.

Nos últimos dias, o nome de Manuel Machado vinha sendo dado como praticamente certo para presidir à nova estrutura territorial. Do mesmo modo, também o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital foi referenciado para o cargo. O nome de José Carlos Alexandrino chegou mesmo a ser proposto pela Comissão Política Concelhia do PS de Oliveira do Hospital para liderar a lista candidata à presidência da CIM da Região de Coimbra.

Em carta que, na semana passada, chegou a dirigir ao presidente da Federação Distrital de Coimbra do Partido Socialista e a que o correiodabeiraserra.com teve acesso, o presidente da concelhia socialista invocou, entre outros aspetos, a “esmagadora maioria” obtida pelo PS nas últimas eleições que “teve como principal catalisador, o carisma, a liderança, a competência, o desempenho e as capacidades políticas” de Alexandrino, para defender o nome do autarca oliveirense como candidato ao presidente do Conselho Intermunicipal. “O espírito solidário, regionalista e consensualizador” é uma característica que José Francisco Rolo reconhece ao presidente da Câmara, não desvalorizando também a “crescente implantação do PS no interior do distrito”.

LEIA TAMBÉM

João Dinis acusa CM de Oliveira do Hospital de “negligência continuada” em estrada municipal

O membro da Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca …

Dois detidos em flagrante em Tábua por cultivo de cannabis

O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da Lousã deteve, ontem, dois homens com …