Marchas Populares voltaram a encantar os oliveirenses (Com vídeo)

O espírito das marchas populares tomou conta da noite do último sábado em Oliveira do Hospital. Miúdos e graúdos deram corpo a um total de sete marchas que fizeram as delícias do público que não arredou pé até ver de perto a prometida Marcha de Alfama.

Tem sido assim ano após ano e no último sábado não foi diferente. O povo de Oliveira do Hospital saiu à rua para ver passar as marchas populares. O Parque do Mandanelho voltou a ser o centro de todas as atenções, onde as três marchas infantis – Obra D. Josefina da Fonseca, Centro Social e Paroquial de Seixo da Beira e EBI da Cordinha – e as quatro marchas seniores – Associação para o Desenvolvimento Social e Cultural do Vale do Cobral e Freguesia de Meruge, Associação Cultural e Recreativa de Lagares da Beira, Sociedade de Defesa e Propaganda de Avô e Rancho Folclórico de Lagares da Beira – fizeram as delícias do público que, pese embora o corte de energia elétrica que durante algum tempo interrompeu o programa das marchas populares, não arredou pé.

É que para além das sete marchas provenientes de vários pontos do concelho e que mais uma vez mobilizaram centenas de pessoas e contaram com a participação de bandas filarmónicas, a edição 2013 das marchas populares voltou a contar com a presença de uma marcha convidada. Pelo segundo ano consecutivo e por ter vencido o concurso de marchas de Lisboa, a marcha de Alfama regressou a Oliveira do Hospital onde apresentou a coreografia que lhe deu a vitória na capital, na noite de Santo António.

No final do certame e pese embora o problema elétrico verificado, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital fez um balanço positivo do certame, só possível graças ao envolvimento de “pessoas notáveis que dinamizam a vida das suas aldeias e coletividades”. “Parabéns pelas diferentes atuações. O vosso trabalho é reconhecido pelo município e por todos aqueles que hoje aqui estiveram presentes”, afirmou José Carlos Alexandrino que, do mesmo modo, valorizou a presença da marcha de Alfama e que felicitou pela “excelente vitória no concurso de marchas de Lisboa”.

Com realização anual, as Marchas populares de Oliveira do Hospital têm-se afirmado como um evento de realização obrigatória no concelho. Um facto comprovado pela grande adesão de público às Marchas Populares que, desde 2012, deixou cair a veia competitiva, primando apenas pela salutar participação. Às sete marchas participantes, a Câmara Municipal entregou prémios de participação.

LEIA TAMBÉM

Universidade de Coimbra aposta na folha de mirtilo para tratamento da Esclerosa Múltipla

Um projecto de investigação da Universidade de Coimbra aposta no potencial terapêutico da folha de …

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve 12 pessoas em Coimbra por suspeita de tráfico de droga

A Directoria do Centro da Polícia Judiciária anunciou hoje ter detido, na terça-feira, doze pessoas …