Maria José Freixinho questiona “sanidade” do Sorteio de Natal da ADI

…os resultados do Sorteio de Natal promovido pela Agência de Desenvolvimento Integrado (ADI) de Tábua e de Oliveira do Hospital.

Destacando que pelo segundo ano consecutivo, o primeiro prémio – o automóvel – foi entregue a filhos de comerciantes da terra, a eleita socialista desafiou a ADI “a criar regras que permitam comprovar toda a sanidade do concurso e do sorteio”.

Freixinho chegou a sugerir que, em próximos concursos, seja exigido aos concorrentes que guardem consigo os talões de compra para, em caso de virem a ser premiados, poderem comprovar que, na realidade, efectuaram compras no comércio local.

“Levantam-se vozes e, eu não gosto das suspeições que se levantam contra este órgão, a ADI e a ACIC”, acrescentou a vereadora da oposição, propondo a criação de um sistema de defesa.

A intervenção mereceu o aval favorável do presidente do município, que também reconheceu que “os resultados são denunciadores de que algo não está devidamente acautelado”.

“Não posso estar mais de acordo consigo”, referiu Mário Alves, recusando no entanto estar perante a existência de “qualquer vício”. Na opinião do autarca, o procedimento futuro deverá passar pela obrigatoriedade de as pessoas fazer prova das compras efectuadas, para “mostrar que o jogo é totalmente limpo”. “Já tinha dito isso ao senhor presidente da ADI”, acrescentou Mário Alves.

No entender de Paulo Rocha, responsável pela ADI, a única forma de controlar o concurso, passa por adoptar um procedimento semelhante ao que é usado nos centros comerciais e, que consiste na entrega do cupão para sorteio num ponto específico.

Sublinhe-se que, no último sorteio de Natal, a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital – associada fundadora da ADI – suportou na íntegra os custos de aquisição dos prémios, do imposto respectivo e de outras despesas associadas, no montante de 20 mil euros.

LEIA TAMBÉM

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …

O “Ciclone de Fogo” varreu aquela noite que o foi de (quase) todos os medos… Autor: João Dinis, Jano

Naquela noite de (quase) todos os Fogos e de (quase) todos os medos, morreu Gente …